Irã não conseguirá obter armas nucleares e realizar ‘genocídio’ em Israel, diz Netanyahu


Sputnik Brasil O ministro das Relações Exteriores do Irã, Mohammad Javad Zarif, disse acreditar que Israel está por trás das recentes ações de sabotagem na instalação nuclear de Natanz, enfatizando que Teerã responderá ao ato.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, afirmou, nesta segunda-feira (12), que não permitirá que o Irã obtenha capacidades nucleares e que Israel continuará “se defendendo” da agressão iraniana. Ele acrescentou que o Irã nunca desistiu de sua busca por armas nucleares.

“No Oriente Médio, não há ameaça mais séria do que o Irã. O Irã não abandonou seu desejo de possuir armas nucleares e não parou de clamar pela destruição de Israel. Como primeiro-ministro de Israel, nunca permitirei que o Irã obtenha armas nucleares para realizar genocídio contra Israel. Israel continuará se defendendo”, disse Netanyahu em coletiva de imprensa após diálogo em Jerusalém com o secretário de Defesa dos EUA, Lloyd Austin.

Um recente incidente na instalação nuclear de Natanz foi causado por uma explosão, de acordo com o porta-voz da Organização de Energia Atômica do Irã (OEAI), Behrouz Kamalvandi.

“A explosão não foi forte [o suficiente] para destruir tudo. Felizmente, ninguém ficou ferido, as áreas danificadas podem ser restauradas em breve”, disse o porta-voz à agência de notícias Tasnim.

Na manhã de domingo (11), a Organização de Energia Atômica do Irã relatou que a instalação de Natanz havia sofrido um incidente envolvendo sua rede de distribuição de eletricidade. O presidente da AEOI, Ali Akbar Salehi, descreveu o incidente como “terrorismo nuclear”.

Já no Irã, o ministro das Relações Exteriores, Mohammad Javad Zarif, disse que Teerã acredita que Israel está por trás das recentes ações de sabotagem nas instalações.

(Foto: Yonatan Sindel/Pool via REUTERS)

Leia mais

Leia também