Irã adverte que responderá a qualquer provocação após ataque a petroleiro


Sputnik – As alegações dos EUA e do Reino Unido de que o Irã é culpado pelo recente ataque a um petroleiro pertencente a um oligarca israelense são “sem fundamento” e “provocadoras”, e Teerã responderá “imediata e fortemente” a quaisquer provocações contra seus interesses, disse Saeed Khatibzadeh, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã.

Falando na segunda-feira (2) à Agência de Notícias de Estudantes do Irã, Khatibzadeh acusou Antony Blinken, secretário de Estado norte-americano, de repetir falsas alegações de Dominic Raab, ministro das Relações Exteriores britânico, sobre o suposto envolvimento iraniano no ataque de quinta-feira (29) ao petroleiro Mercer Street, e disse que a declaração de ambos os funcionários continha “acusações contraditórias, falsas e provocatórias”.

O Irã “lamenta profundamente” e “condena fortemente” ambos os países por suas alegações, acrescentou o porta-voz.

Khatibzadeh sublinhou que o Irã defende a segurança da navegação no golfo Pérsico e em todas as águas internacionais, e que a República Islâmica, como o país com maior fronteira marítima com o Golfo, está sempre disposta a cooperar para garantir a segurança marítima com outros países da região. Saeed Khatibzadeh também reiterou que Teerã rejeita as intervenções nessa área de potências não regionais e que sua presença é prejudicial à estabilidade e segurança.

“É uma pena que esses países, enquanto permaneceram em silêncio diante de ataques terroristas e sabotagem de navios mercantes iranianos no mar Vermelho e em águas internacionais, fizeram falsas acusações contra a República Islâmica, em um claro [sinal de] parcialidade política”, declarou o alto funcionário iraniano, sugerindo que se o Reino Unido e os EUA têm alguma prova real do envolvimento iraniano no ataque ao Mercer Street, eles devem fornecer essa evidência imediatamente.

O petroleiro foi atacado na noite de quinta-feira (29) no mar Arábico, o que resultou na morte do capitão romeno e um segurança britânico. No domingo (1º), a mídia israelense escreveu que Londres e Washington deram luz verde a Tel Aviv para retaliar o Irã em resposta ao incidente.

Saeed Khatibzadeh

Saeed Khatibzadeh (Foto: Mídia iraniana)