Ipem-ES elimina quatro toneladas de documentos e realiza doação para associações de catadores de Vitória

Compartilhe

Na manhã desta quinta-feira (02), o Instituto de Pesos e Medidas do Espírito Santo (Ipem-ES), órgão delegado do Instituto de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) no Estado, realizou duas doações no valor de R$ 1.029,00, cada, para a Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis da Ilha de Vitoria (Amariv) e a Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis do Município de Vitória, resultado da eliminação de quatro toneladas de documentos com o prazo de guarda prescrito.

O Arquivo Geral do Ipem, sob responsabilidade da Servidora Svetlana, há um ano iniciou o trabalho de análise e avaliação documental para estabelecer a tipologia, prazo de guarda e a destinação de processos e documentos, de acordo com a Tabela de Temporalidade do Programa de Gestão Documental do Governo do Estado (Proged). Posteriormente, as informações foram inseridas no sistema e- Docs.

O diretor-geral do Ipem-ES, Rogerinho Pinheiro, informou que foram separados para descarte, aproximadamente, 19 mil documentos, que já cumpriram o prazo de guarda estabelecido na Tabela de Temporalidade. “Na primeira fase do descarte, excluímos 15 mil documentos em papel, que foram levados para a empresa de reciclagem, onde foi feita a pesagem. Foram contabilizadas 4 toneladas, o que o corresponde ao valor de R$ 2.058. O saldo arrecadado foi dividido por dois e doado, nesta quinta-feira, para duas associações de catadores de Vitória”, disse Pinheiro.

A servidora Svetlana Rossi explicou que o segundo descarte está programado para a última semana do mês de dezembro e o quantitativo estimado é de 5 mil documentos. No início de fevereiro de 2022, haverá um terceiro descarte que ainda está em fase de análise dos documentos.

Seguindo a Portaria 60-R da Secretaria de Gestão e Recursos Humanos (Seger), há a orientação para doações que beneficiem as associações de catadores, pelo trabalho socioambiental realizados por eles, dando andamento a uma cadeia sustentável de reaproveitamento de papel inutilizados.

Sobre o descarte

Seguindo a orientação do Programa de Gestão Documental do Governo do Estado (Proged), para que ocorra o descarte, antes é necessário a aprovação do Arquivo Público do Estado do Espírito Santo (APEES), apresentação de relatórios e planilhas onde constam todos os documentos, a publicação de um edital e, só após 30 dias da publicação, o material pode ser descartado. Assim, o descarte é feito em etapas.

Leia também

INDICADORES: Preço do boi gordo tem alta nesta segunda-feira (27)

A cotação da arroba do boi gordo começou a segunda-feira (27) com alta de 0,36% e o produto...

NV: Ginásio de Esportes será palco de finais de futsal nesta sexta-feira (01)

  A Prefeitura de Nova Venécia, através da Secretaria de Esportes, realizou quatro competições de futsal, que contou com...

Prefeitura prepara terreno para receber Campo Bom de Bola em Vila Paulista

Máquinas da secretaria de Transportes e Estradas da prefeitura de Barra de São Francisco, está realizando limpeza de...

Queiroga diz que aborto é crime e minimiza crítica a novo guia do ministério

LISBOA, PORTUGAL (FOLHAPRESS) - O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta terça-feira (28) que o aborto é...

Brasil possui R$ 411 bi para financiamento de projetos verdes por meio de bancos públicos

O Brasil possui R$ 411 bilhões disponíveis para financiamento de projetos verdes intermediados por bancos públicos federais. O...

MINAS GERAIS: Equipes de Atenção Básica realizaram 37,2 mil consultas de pré-natal com seis ou mais atendimentos por gestante em 2021

Para prevenir e detectar precocemente doenças em gestantes e bebês, o Ministério da Saúde recomenda que as mulheres...