Investimentos do Governo crescem e o Espírito Santo avança

No ano de enfrentamento à maior crise sanitária mundial da nossa época, devido à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), o Governo do Espírito Santo, trabalhando com planejamento e contas organizadas, fez o Estado avançar. Paralelamente às ações pela preservação da vida – como ampliação de leitos e aquisição de equipamentos hospitalares –, realizou, até novembro de 2020, um volume de investimentos com percentual 44,30% superior aos investimentos realizados no mesmo período de 2019.

O secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, explica que mesmo em meio a um cenário adverso, provocado pelo novo Coronavírus, o Governo não interrompeu investimentos, porque teve condições de sustentá-los com recursos do Fundo de Infraestrutura. Esse fundo foi criado pelo governador Renato Casagrande, em 2019, com recursos do passivo do acordo do Parque das Baleias.

Álvaro Duboc afirma que, em 2021, o Governo seguirá trabalhando para fortalecer políticas públicas em favor da população capixaba, dando celeridade na execução dos investimentos programados.

Mais crescimento

O Orçamento do Estado para o próximo ano prevê crescimento nos investimentos da ordem de 15,4%, em comparação a 2020. Eles totalizarão aproximadamente R$ 2 bilhões, levando-se em consideração recursos de Caixa e de operações de crédito com instituições como Banco Mundial, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Segundo o secretário Álvaro Duboc, essa é uma orientação de governo. “Manter investimentos em infraestrutura é fundamental para reduzir os impactos da retração econômica e é condição para sairmos com mais força dessa pandemia, melhorando o dinamismo econômico e melhorando a competitividade do Estado”, frisa o secretário.

Leia mais

Leia também