Internet das coisas: lei que incentiva essa tecnologia é sancionada pela Presidência da República

Internet das coisas está mais próxima de se tornar comum no dia a dia. A Lei 14.108/2020, que oferece incentivos a essa tecnologia, foi sancionada pela Presidência da República. A internet das coisas permite a conexão de itens do cotidiano – como eletrodomésticos – com a rede mundial de computadores. 

Segundo a norma, algumas taxas das estações de telecomunicações – que integram o sistema de comunicação máquina a máquina – foram reduzidas a zero. Além disso, essas estações ficam isentas da licença prévia de funcionamento.

Segundo o autor da proposta, o deputado Vitor Lippi (PSDB/SP), a internet das coisas pode ser usada na agricultura de precisão, em medidores de água, em monitoramento do clima, entre outras aplicações que vão promover o desenvolvimento e geração de empregos.  

Anatel promove ações relacionadas ao 5G antes da realização do leilão

5G: decreto facilita instalação de infraestrutura de telefonia e internet

FIEMG Lab anuncia startups selecionadas para programa de aceleração

A norma entra em vigor em 1º de janeiro de 2021 e os benefícios tributários terão vigência até 31 de dezembro de 2025.

Internet das Coisas - Foto: Governo Federal

Leia mais

Leia também