Internas do Projeto Correndo para Vencer participam da 8ª Corrida das Luzes

Há cerca de um mês, nove internas do Centro Prisional Feminino de Cariacica (CPFC) treinam diariamente para participar de corridas de rua por meio do projeto “Correndo para Vencer”, da Vara de Execuções Penais de Vila Velha. O esforço diário já tem dado bons resultados, o que garante a estreia das futuras atletas na 8ª Corrida das Luzes, que acontece neste sábado (28).

As inscrições das internas, já foram realizadas pela organização do projeto, custeadas com doações. O projeto “Correndo para Vencer” foi inaugurado em 21 de outubro deste ano, desde então, uma série de atividades estão sendo desenvolvidas para o preparo físico das participantes. Elas treinam dentro da unidade prisional com o acompanhamento periódico de educadores físicos. Algumas ações externas também foram realizadas para que as futuras atletas conheçam um pouco mais a experiência da corrida de rua. Para isso, treinos no Morro do Moreno, Farol de Santa Luzia e no calçadão da Praia da Costa, em Vila Velha, também fizeram parte do planejamento.

A juíza Patricia Faroni, idealizadora do projeto, treina junto com as internas e estará com elas durante a 8ª Corrida das Luzes. Segundo a magistrada, já é possível identificar alguns talentos no esporte. “Já identificamos duas internas que superaram nossas expectativas e têm demonstrado excelentes resultados como resistência e velocidade. Vemos a dedicação de cada uma delas e, desta forma, o projeto cumpre o seu papel de incentivar o esporte como medida de ressocialização. O esporte proporciona benefícios não só para o corpo, mas também para a mente e abre um novo leque de oportunidades para a retomada da vida social”, ressaltou a juíza.

As participantes irão percorrer um trajeto de cinco quilômetros, com largada, às 19 horas, da Praça Papa Pio XII, no Centro de Vitória e chegada no estacionamento da Praça do Papa, na Praia do Suá. A corrida terá duração máxima de 1h30.

Sobre o projeto

O Projeto Correndo para Vencer é desenvolvido no Centro Prisional Feminino de Cariacica e tem despertado nas nove internas participantes uma chance de recomeço. Os exercícios planejados para os treinos estão focados na parte cognitiva e na coordenação, visando o preparo para as corridas de rua. Todos os itens necessários para a prática do esporte – colchonetes, tênis, camisa, top, bermuda e garrafa de água – foram doados ao projeto.  A iniciativa colabora não só com o processo de ressocialização, mas contribui para qualidade de vida e melhora da autoestima das internas.

Leia mais

Leia também