Instância de Governança da região Vales e do Café é certificada • SiteBarra

Instância de Governança da região Vales e do Café é certificada

A Região Turística Vales e do Café conquista a certificação da Instância de Governança Regional. A cerimônia de reconhecimento do Região Sul Capixaba dos Vales e Café Convention & Visitor Bureau como entidade responsável na região aconteceu, na tarde desta terça-feira (23), na Câmara Municipal de Muqui, com a presença da secretária de Estado de Turismo, Lenise Loureiro. A certificação concede autonomia no processo de desenvolvimento da região e tem validade de dois anos.

Esta é a terceira região turística capixaba a receber a certificação. A conquista é resultado do empenho das Administrações Municipais e empresários que compõem a região com apoio da equipe da Secretaria de Turismo (Setur). “Este reconhecimento representa muito para o turismo capixaba. A entidade representativa reúne poder público e empresários, com liberdade organizacional e administrativa para realizar atividades de fomento e crescimento do turismo na região”, afirmou a secretária Lenise Loureiro.

A Região Turística Vales e do Café, de acordo com o Mapa do Turismo Brasileiro, é composta pelos municípios de Cachoeiro de Itapemirim, Mimoso do Sul e Muqui. O Espírito Santo é composto por 10 regiões turísticas e também são certificadas as regiões Montanhas Capixabas e Costa e da Imigração.

Instâncias – A Instância de Governança Regional é uma organização criada com participação do poder público e dos atores privados dos municípios componentes das regiões turísticas, com o papel de colaborar na execução do Programa de Regionalização do Turismo – Roteiros do Brasil em âmbito regional.

As Instâncias de Governança Regionais são constituídas por um conjunto de municípios de uma mesma região, com afinidades culturais, sociais e econômicas que se unem para organizar e desenvolver a atividade turística regional de forma sustentável, por meio da integração contínua dos municípios, consolidando uma atividade regional.

Essas Instâncias podem assumir estrutura e caráter jurídico diferenciados, na forma de fóruns, conselhos, associações, comitês, consórcio ou outro tipo de colegiado. O intuito é ampliar a participação da sociedade nos processos decisórios e na gestão da atividade turística, além de servirem como mecanismo para qualificação e ampliação da oferta turística regional. No Espírito Santo, são dez regiões turísticas e cada uma será representada por uma IGR.