Inquérito aponta envolvimento de cinco pessoas em assassinato de PM no Espírito Santo

Compartilhe

A Polícia Civil do Espírito Santo divulgou nesta segunda-feira (14) a conclusão do inquérito que investigou o assassinato do sargento Marco Romania, da Polícia Militar.

O crime foi no dia 16 de fevereiro. O PM estava com amigos assistindo a um jogo de futebol em um bar, no bairro Joana D’arc, em Vitória.

De acordo com o delegado Brenno Andrade, responsável pelas investigações, o inquérito apontou a participação de cinco pessoas no crime. Entre elas estão os atiradores, Alex de Almeida Gomes, conhecido Feinho de 21 anos e Claudstony Pereira Ramos, conhecido como Gaguinho de 33 anos, que estão foragidos.

Além deles, Antonio Marcos Nere Teixeira de 43 anos, responsável por dirigir o carro usado na fuga, e Bruno Rocha Donato, conhecido como Orelha de 21 anos, foram presos.

Um adolescente que se entregou com a arma usada no crime também teve a participação confirmada mas não como atirador.

O delegado Brenno explicou que o adolescente foi colocado para assumir a responsabilidade dos disparos e impedir que a investigação continuasse.

Bruno Rocha Donato, conhecido como Orelha de 21 anos, e Antonio Marcos Nere Teixeira de 43 anos, foram presos por participação no assassinato de PM no ES — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Bruno Rocha Donato, conhecido como Orelha de 21 anos, e Antonio Marcos Nere Teixeira de 43 anos, foram presos por participação no assassinato de PM no ES — Foto: Polícia Civil/Divulgação

” Foi confirmado que ele (o adolescente) participou mas não estava com a arma de fogo. Colocaram ele como principal autor para fazer com que a polícia parasse de fazer a busca pelos demais autores”, disse o delegado.

Segundo o dono do estabelecimento, os criminosos renderam os clientes, mas Marco tentou reagir e foi baleado. Em seguida, os envolvidos fugiram de carro sem levar nada do bar.

O delegado disse ainda que o assassinato não teve relação com o fato da vítima ser policial militar.

“Foi um assalto. Os criminosos inicialmente queriam assaltar uma distribuidora de bebidas em Cariacica. A distribuidora estava fechada e aí tiveram a ideia de ir a esse bar. Eles acreditavam que poderia ter alguma coisa de valor”, contou.

Depois os criminosos foram até o estabelecimento e o policial militar em um primeiro momento não tinha sido identificado.

“Eles tinham sido encaminhados para um quarto em fila e o PM foi o único que foi pra um local diversos. A partir desse momento o Alex, vulgo Feinho, efetuou um disparo de arma de fogo e o Gaguinho efetuou mais dois disparos com o PM já ao chão”, disse.

A investigação apontou ainda que os criminosos acharam que o sargento era um segurança do bar e logo depois veio a informação que ele era um agente da lei.

Claudstony Pereira Ramos, vulgo Gaguinho de 33 anos e Alex de Almeida Gomes, conhecido como Feinho de 21 anos, suspeitos de matar PM no ES, estão foragidos — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Claudstony Pereira Ramos, vulgo Gaguinho de 33 anos e Alex de Almeida Gomes, conhecido como Feinho de 21 anos, suspeitos de matar PM no ES, estão foragidos — Foto: Polícia Civil/Divulgação

De acordo com o delegado Gabriel Monteiro, titular da Delegacia de Crimes Contra o Transporte de Cargas (DCCTC), os atiradores que estão foragidos, estão envolvidos em outros crimes. Feinho tem envolvimento com o tráfico de drogas e Gaguinho é investigado em outros três inquéritos de roubo a comércio.

“O Alex tem envolvimento no tráfico de drogas e Gaguinho é investigado em outros três inquéritos de roubo a comércio. São indivíduos que, além de comercializarem drogas, eles realizam diversos roubos até culminar com a morte de um PM. Muito importante a participação do Disque-Denúncia para tirar esses dois indivíduos de circulação”, disse.

Os presos foram indiciados por latrocínio, roubo seguido de morte, e associação criminosa.

Todos já são réus no processo que corre perante a Justiça.

Sargento Romania, da Polícia Militar do Espírito Santo, foi baleado e morto em um bar de Vitória — Foto: Reprodução/Rede social

Sargento Romania, da Polícia Militar do Espírito Santo, foi baleado e morto em um bar de Vitória — Foto: Reprodução/Rede social

Leia também

São Geraldo derrota o União FC no encerramento da 1ª rodada do Campeonato Capixaba Feminino 2022

  A rodada inaugural Grupo A, do Campeonato Capixaba Feminino 2022, chegou ao fim com o triunfo do São...

Vacinação prioritária

Olá, gente! Fabi Costa para mais um espisódio do podcast Onde tem SUS, tem Vacina! E o tema de hoje é...

Vai à capital? navios da Marinha serão abertos para visitação pública

O Porto de Vitória terá visitação pública e gratuita a navios da Marinha no sábado (2) e no...

Polícia Militar informa

  A Polícia Militar informa que circula em redes sociais um print com um suposto encaminhamento de um projeto...

Mario Frias sofre infarto e é internado em Brasília

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Mario Frias, ex-Secretário Especial da Cultura e pré-candidato a deputado federal por São Paulo,...