Inquérito aponta crime militar no caso do jovem morto por PM no Espírito Santo

Compartilhe

A Polícia Militar (PM) concluiu o inquérito que apurava a morte de Weliton da Silva Dias, de 24 anos, baleado no peito por um policial militar na noite 2 de abril deste ano, no bairro Santo André, na Grande São Pedro, em Vitória. As informações são da TV Gazeta.

Segundo a PM, o relatório apontou indícios de crime militar e transgressão da disciplina por parte dos agentes envolvidos no episódio.

Nas imagens, registradas por uma câmera de segurança, Wellington aparece em um beco, quando o atirador chegou. Ele levantou os braços e, mesmo assim, o PM atirou à queima roupa.

Weliton da Silva Dias morreu após ser baleado por PM em Vitória

Weliton da Silva Dias morreu após ser baleado por PM em Vitória

Ainda em abril, o g1 e a TV Gazeta revelaram que o responsável por atirar em Weliton é o cabo da Polícia Militar Sandro Frigini. Além dele, o soldado Victor Fagundes de Oliveira também participou da operação que resultou na morte do jovem. Ambos foram afastados das funções dias após o fato e tiveram as armas recolhidas.

O jornalismo da Rede Gazeta tentou contato com a defesa deles, mas não obteve retorno até a última atualização deste texto.

De acordo com a Polícia Militar, o Inquérito Policial Militar apontou indícios de crime de natureza militar e transgressão da disciplina por parte dos policiais militares que atuaram na ocorrência. Segundo a corporação, o relatório foi concluído dentro do prazo previsto em Lei.

“O Inquérito será encaminhado a Justiça, e a PM irá instaurar Procedimento Administrativo a fim de julgar a conduta disciplinar dos policiais militares, que seguem afastados das atividades policiais”, informou a Polícia Militar.

A Associação de Cabos e Soldados defendeu a atuação dos militares envolvidos no caso e disse que os dois estão recebendo assistência jurídica para que sejam absolvidos das acusações. Disse ainda que ambos “possuem excelente prestação de serviços à sociedade registrados em suas fichas funcionais”.

“Iremos representá-los até as últimas instâncias. Temos ciência de que as imagens são fortes, porém mostram que o militar agiu abarcado por excludentes legislativas, uma vez que o indivíduo tentou pegar a metralhadora que estava na bandoleira”, falou o presidente da associação, cabo Eugênio.

Homem foi morto por PM após se render

Homem foi morto por PM após se render

No boletim de ocorrência registrado na Polícia Civil consta a informação de que a vítima estava armada e de que uma submetralhadora foi apreendida. O vídeo não é claro e não é possível ver arma na cena.

No entanto, de acordo com a descrição do boletim, o policial militar que atirou no rapaz relatou que avistou Weliton portando um armamento em bandoleira, ou seja, uma arma presa por uma espécie de correia. Ao ser visto, ele teria corrido em direção a um beco e foi perseguido pelos policiais.

Segundo a polícia, Weliton já havia sido preso oito vezes por crimes como tráfico de drogas, posse ilegal de arma e desacato a autoridade.

Documentos obtidos pelo g1 e pela TV Gazeta revelaram que o policial militar Sandro Frigini teve envolvimento no caso do motoboy Isaque Rezende de Araújo, que foi considerado inocente pela Justiça após ter sido preso e acusado de roubo.

O fato aconteceu em dezembro de 2020, na Grande São Pedro, mesma região em que Weliton foi morto. Na época, Isaque, morador do bairro Estrelinha, foi baleado na perna pelos policiais, que alegaram que ele teria assaltado duas mulheres, resistido à abordagem e atirado contra os PMs.

Isaque e seus familiares, no entanto, contestaram esta versão. O motoboy contou que estava entregando lanches no momento em que foi preso.

“Quando ele saiu, eu vi ele todo machucado. Estava com a boca machucada, com a perna e o pé enfaixados, porque ele foi atingido por três tiros. O que ele disse foi que parou para pedir uma informação, as moças acharam que ele ia assaltar e ele ligou a moto e saiu. Logo depois passou uma viatura e começou a ir atrás dele, sem dar ordem de parada, sem ligar a sirene, e começaram a atirar. Foi quando ele parou a moto e começou a apanhar. Os moradores se revoltaram”, contou Rayna Silva, esposa de Isaque.

O relatório final da corregedoria da PM, assinado pelo coronel Moacir Leonardo Vieira Barreto Mendonça, concluiu que há indícios da prática de crime militar e transgressão da disciplina militar na conduta dos quatro soldados que participaram da abordagem a Isaque. Um deles é Sandro Frigini.

O inquérito policial militar que foi instaurado para apurar o caso ocorrido em 2020 foi transformado em um processo comum, cabendo ao Poder Judiciário adotar medidas legais. Sandro Frigini é alvo de um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) por conta desse caso, que ainda está em tramitação.

Leia também

PSD oficializa candidatura de Guerino Zanon ao governo do Espírito Santo

  Guerino Zanon renunciou ao cargo de prefeito de Linhares (foto de arquivo) — Foto: Divulgação O PSD oficializou, neste...

INDICADORES: Preço do café arábica cai nesta segunda-feira (1º)

A saca de 60 quilos do café arábica iniciou a segunda-feira (1º) com baixa de 1,26% no preço...

Igreja Nosso Senhor do Bonfim completa 90 anos de devoção

  Alvorada, missas e rezas marcam a comemoração da igreja, que contou com um baiano para iniciar sua história,...

INDICADORES: Preço do boi gordo tem alta nesta terça-feira (2)

A cotação da arroba do boi gordo começou a terça-feira (2) com alta de 0,29% e o produto...

Quase 200 concursos públicos com inscrições abertas reúnem mais de 26 mil vagas no país; veja lista

    Prova de concurso público — Foto: Camila Batista/Semsa Quase 200 concursos públicos no país estão com inscrições abertas nesta...

Ex-prefeito de Viana ministra palestra para servidores

  O ex-prefeito de Viana e ex-secretário de Estado de Governo...

Stop Car e Farmácia Saar avançam às semifinais do Campeonato Perna de Pau de Barra de São Francisco

As equipes da Stop Car e da Farmácia Saar avançaram às semifinais do Campeonato Perna de Pau 2022,...

Prefeitura realiza melhorias em uma rua no bairro Vila Landinha

Uma máquina da secretaria de Obras da prefeitura de Barra de São Francisco, esteve nesta terça feira (02),...