Índia enfrenta aumento descontrolado da Covid e pacientes contaminados dividem camas em hospitais


A segunda onda de coronavírus na Índia acelerou com um número recorde de infecções: mais de 200.00 em 24 horas, registrado ontem. As autoridades ainda enfrentam a escassez de vacinas, a falta de tratamentos e de leitos de hospital. Com o aumento de casos, pacientes com covid-19 tiveram que dividir camas na enfermaria do hospital público Lok Nayak Jai Prakash (LNJP), em Nova Delhi. 

Segundo informa o portal UOL, depois de baixar a guarda e permitir a celebração de festas religiosas, comícios políticos e eventos esportivos, a Índia registrou este mês dois milhões de novos contágios, um número que parece que continuará crescendo e que fez o país superar o Brasil nessa semana, tornando-se o segundo país com mais contágios. Seu total de 14,3 milhões só é inferior ao dos Estados Unidos, e o país acumula 174.308 mortes.

Depois de doar e vender dezenas de milhões de doses de vacinas contra covid-19 ao exterior, a Índia se descobriu subitamente com escassez do imunizante e mudou abruptamente as regras para acelerar as importações de vacinas, tendo rejeitado anteriormente farmacêuticas estrangeiras como a Pfizer.

(Foto: Reuters)

Leia mais

Leia também