Incêndio destrói área de preservação ambiental em Alegre, ES

Mais de 15 mil árvores nativas, algumas com mais de 20 anos, morreram queimadas. O dono da propriedade já ganhou diversos prêmios de sustentabilidade, entre eles o Prêmio Biguá.

Por Maíra Brito, G1 ES

 

Uma área de 30 hectares em Alegre, no Sul do Espírito Santo, foi completamente destruída por um incêndio no último fim de semana. Mais de 15 mil árvores nativas, que chegavam a ter mais de 20 anos de existência, foram atingidas pelo fogo. Animais silvestres, como cobras, morreram queimados.

O fogo começou por volta do meio-dia da sexta-feira (11) e os voluntários trabalharam por mais de 12 horas no combate às chamas.

O local faz parte de uma área de preservação ambiental, mantida pelo produtor rural Newton Campos há 37 anos. Ele já ganhou diversos prêmios pelo trabalho de preservação ambiental na área. Entre eles, o Prêmio Biguá, da Rede Gazeta, em que iniciativas importantes para o meio ambiente são reconhecidas.

“Era meio-dia, eu estava preparando para ir para a feira, vender meus produtos agroecológicos. Me falaram que estava tendo fogo em frente à rodoviária, atrás do vizinho, e fomos apagar. Começamos a apagar meio-dia e meia, mas numa hora de muito vento, ele avançou. O fogo espalhou e queimou mais de 15 mil árvores nativas”, lembrou o produtor.

O local atende a estudantes, professores e pesquisadores para trabalhos de educação ambiental e pesquisas. Newton acredita que o incêndio tenha começado pela queima de lixo em lotes secos.

“Não foi a primeira vez. Dessa vez, veio gente de tudo que é lugar apagar. Veio muita gente de fora, poucos nativos alegrenses. Aqui é uma escola de educação ambiental. Aqui nós ensinamos a pessoa a produzir água, a produzir oxigênio. Aqui não é pasto, é uma floresta plantada”, lamentou o produtor.

Depois que o incêndio foi combatido, Newton começou a preparar o solo para replantar a área, que tem exemplares de árvores como sapucaia, perobas, ipês e jacarandás. Por meio de uma vaquinha online, ele está arrecadando o dinheiro necessário para a recuperação do local, cerca de R$ 15 mil. Para ajudar o produtor, o telefone de contato é: (28) 99978-3797.

Leia mais

Ministério da Saúde quer ouvir cidadão sobre saúde mental

Saúde quer saber como anda a saúde mental do brasileiro em meio à pandemia –...

Por conta da pandemia, governo federal prorroga prazo de conclusão de obras do PAC

Portaria do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) prorrogou para 30 de abril de 2021 o prazo de conclusão de obras paralisadas do Programa de...

Carreta tomba na rodovia que liga Nova Venécia a São Mateus

Uma carreta carregada com MDF tombou na manhã desta quinta-feira (22), na Rodovia BR 381, em uma curva próxima ao Ifes. Segundo o Corpo de...

Barra de São Francisco chega a 187 casos confirmados de Coronavírus; 150 estão curados

Barra de São Francisco chegou nesta sexta-feira, 26/06/2020, a 187 casos confirmados de Coronavírus. Desses casos, 150 pessoas já estão curadas. A cidade teve 6...

Leia também

MP em discussão no Congresso Nacional pode aumentar volume de crédito oferecido a empresários paranaenses

A obtenção de crédito por empreendedores brasileiros tem se tornado um entrave durante a crise financeira ocasionada pela pandemia. No Paraná, segundo pesquisa do...

Leilão do saneamento básico em Alagoas deve aumentar percentual da população que recebe atendimento de coleta de esgoto

O serviço de saneamento básico deve ter um novo cenário na região metropolitana de Maceió nos próximos anos. Atualmente, segundo dados do Sistema Nacional...

Mais de 313 mil empregos foram criados em setembro

egundo o Ministério da Economia, é o melhor resultado para setembro desde que foi criado o Caged, em 1992. Foto: Wilson Dias / Agência...

Programa Vigiar SUS é lançado pelo Ministério da Saúde

Foto: Sumaia Villela / Agência Brasil Vigilância, alerta e resposta a ações para melhorar a saúde e o bem-estar da população brasileira. Para isso,...