Incaper cede área no Centro de Pesquisa de Domingos Martins à Polícia Militar Ambiental

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) cedeu uma área no Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (CPDI) Serrano à Polícia Militar Ambiental do Espírito Santo (PMA). A localização no distrito de Aracê, Domingos Martins, é estratégica para o desenvolvimento do policiamento ambiental na região serrana do Estado e de ações de prevenção das atividades ilegais de desmatamento, pesca e caça.

O contrato de cessão de uso de imóvel foi assinado, nessa quarta-feira (03), na Sede do Incaper, em Vitória. A diretoria do Instituto oficializou a concessão da área do CPDI com as presenças do comandante-geral da Polícia Militar do Espírito Santo, coronel Douglas Caus, e o comandante do batalhão da PMA, tenente-coronel Cosme Carlos da Silva. Na ocasião, o diretor-presidente do Incaper, Antônio Machado, destacou que a ação estreita o relacionamento de grande importância com a PMA.

“Diversos benefícios são adquiridos com a instalação da base da Polícia Militar Ambiental no Centro de Pesquisa do Incaper. O meio ambiente ganha com as ações da polícia de preservação e o patrimônio do Instituto também é beneficiado com a presença dos policiais. Essa ação reforça um relacionamento entre as instituições que têm o objetivo em comum que é zelo pela natureza”, disse Machado. 

A área cedida pelo Incaper, em Domingos Martins, abrange 5,29 hectares e está às margens da BR-262, o que oferece grande visibilidade para a base policial que será instalada. O comandante do batalhão da PMA lembrou que a área cedida pelo Incaper é uma região com um poder ambiental muito grande, com área proeminente de cobertura florestal de cerca de 43%. 

“Onde tem mata, às vezes, tem pessoas com más intenções, caçadores e parcelamento irregular do solo. A polícia no local vai trabalhar nessa seara ambiental com fiscalização, mas, principalmente, na área de educação ambiental. Nós sabemos que precisamos educar o cidadão e, com isso, evitamos punir. Para nós, é um ganho muito grande. Hoje temos um pelotão, mas a nossa intenção é construir uma área mais visível e aumentar o efetivo para poder atuar de uma forma mais incisiva naquele local, tanto em fiscalização quanto em educação ambiental”, explicou o tenente-coronel Cosme Carlos da Silva.

A diretora-técnica do Incaper, Sheila Posse, ressaltou que a instalação da base da PMA no CPDI do Incaper é uma oportunidade para aliar o trabalho de pesquisa em preservação do meio ambiente, desenvolvido pelo Instituto, com a atuação da polícia. “Nossos pesquisadores e técnicos desenvolvem muitos trabalhos na área de preservação e sustentabilidade. É uma excelente maneira de aliar o trabalho e atuar em conjunto”, pontuou.

O diretor administrativo do Incaper, Cleber Guerra, frisou que a maior proximidade com a Polícia Militar Ambiental é uma parceria que promove muitos ganhos para a sociedade. “Nós estamos comprometidos em oferecer suportes como esse convênio de cessão de área para fomentar o trabalho de educação ambiental, que fortalece ainda mais essa missão que também é do Incaper. Ter a polícia atuando na região traz grandes benefícios”, afirmou.

Texto: Andreia Ferreira 

Leia mais

Leia também