Inadimplência: 65% dos MEI do Espírito Santo ainda não entregaram a declaração anual

Os microempreendedores individuais (MEI), têm até o dia 31 de maio para entregar a Declaração Anual de Rendimento do MEI (DASN-SIMEI) e, apesar de o processo ser totalmente online e levar poucos minutos para ser executado, 65% dos microempreendedores individuais do Espírito Santo ainda não finalizaram a sua declaração, o que corresponde a um universo de aproximadamente 186 mil MEIs. As informações constam em levantamento feito pelo Sebrae com base nos dados da Receita Federal.

Até
o momento, a Receita já recebeu a declaração de 100 mil MEIs capixabas dos mais
de 286 mil aptos a declararem a arrecadação referente a 2020, ou seja, aqueles
formalizados até dezembro do ano passado. No Brasil, a média de inadimplentes
até o momento é de 68%.

O
gerente de acesso ao crédito do Sebrae/ES, Eduardo Simões, alerta que a
declaração anual de faturamento é uma das obrigações do MEI, como se fosse o
imposto de renda para a pessoa física. “O não envio do documento pode originar
multa de R$ 50 e mais juros e perda de benefícios, por isso, mesmo que o
pagamento mensal do Documento de Arrecadação Simplificada esteja atrasado, a
orientação é não deixar de enviar a declaração anual. Quem não entregar a
DASN-SIMEI fica ainda impossibilitado de emitir o Documento de Arrecadação
Simplificada (DAS), boleto mensal de contribuição dessa pessoa jurídica, o que
gera uma bola de neve com multas e juros”, destaca.
A DASN-SIMEI é a prestação de contas anual do
faturamento do MEI. Nesse documento, o microempreendedor individual deve
informar o valor total das vendas de produtos e da prestação de serviço no ano
anterior e se teve empregado no período. Todo o procedimento é feito no Portal
do Empreendedor. Para preencher a declaração, o microempreendedor deve
selecionar a opção ‘Já Sou MEI’ e clicar na opção ‘Faça sua Declaração Anual de
Faturamento’.

 


Leia mais

Leia também