Imposto sobre Operações Financeiras deixa de ser cobrado por mais 90 dias, no país. Saiba mais

O governo federal prorrogou por mais 90 dias a redução a zero do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) cobrado em operações de crédito. O decreto, publicado na última quinta-feira (3) estende até 2 de outubro a medida criada no início de abril. De acordo com o governo, o objetivo é facilitar o acesso ao crédito a pessoas físicas e empresas afetadas pela pandemia do novo coronavírus.

Prorrogação de isenção de imposto sobre produtos transportados por navegação aos portos do Norte e Nordeste avança na Câmara

Antes da redução do imposto, era cobrada uma alíquota de 3% sobre o valor total das operações de crédito, mais 0,38% ao ano. Com a cobrança zerada, no total, o governo vai deixar de arrecadar R$ 14,1 bilhões em 2020.

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Leia mais

Leia também