Igreja Nossa Senhora Aparecida e a história da construção do templo

Compartilhe

Localizada no bairro Margareth, a comunidade surgiu após a chegada da imagem da padroeira do Brasil, vinda de São Paulo


Um bairro e uma igreja que se formaram juntos. A Comunidade de Nossa Senhora Aparecida, no bairro Margareth, surgiu através de um concurso promovido pelo Clube dos Sócios, da Rádio Aparecida, em Aparecida do Norte, São Paulo, realizado em 1974. A reportagem especial é de Cintia Zaché, da Rede Notícia.

Foi assim que tudo começou, foi dessa forma que aconteceu a primeira Missa, sem nem ainda ter sido erguido um alicerce do templo católico aqui. A imagem de Nossa Senhora Aparecida chegou a Nova Venécia através da premiação desse concurso, tendo a cidade veneciana sido vencedora nacional.

Lá em São Paulo, padre Vítor Coelho de Almeida era o diretor do programa. O concurso estabelecia que, a cidade do Brasil com o maior número de cartas dirigidas ao Clube dos Sócios, seria vencedora. Depois de uma enorme movimentação na cidade, Nova Venécia sendo a vencedora, a imagem foi trazida por padre Vítor e um show com a equipe da rádio foi promovido para parabenizar a cidade.

Naquela época, a Rádio Aparecida tinha grande audiência nacional. Muitas pessoas e alunos do Ginásio Dom Daniel Comboni, hoje EEEM Dom Daniel Comboni, organizaram-se e escreveram inúmeras cartas com os mais diversos remetentes.

Segundo relato do padre Egídio Melzane, naquele mesmo momento da conquista, foi decidido construir a igreja no bairro Margareth. Alí já se encontravam cerca de 50 famílias e o maior número de grupos de meditação local, que hoje, equivale ao Grupos de Reflexão. Esse foi o motivo da Igreja Nossa Senhora Aparecida estar localizada no Bairro Margareth, a chegada da imagem. E foi assim que nasceu a primeira Comunidade, além Rio Cricaré.

» (1974) Na escada da Escola Dr. Renato Araújo Maia foi colocada uma mesa para a Missa celebrada pelo Padre Vitor, com a entrega da imagem de Nossa Senhora Aparecida, ao Padre Egídio

A construção e o terreno

A pedido do padre Egídio, o ex-prefeito de Nova Venécia, Tito dos Santos Neves, e sua esposa, a dona Eurides Maria Daher Carneiro Cury Neves, conhecida como dona Bibiu, doaram dois lotes para a construção da igreja. Consta nos arquivos do templo religioso, que relatos de padre Egídio, dão conta que ele pediu ao casal apenas um lote, e que se tivesse pedido mais, teria sido doado, tudo para que aquele sonho em erguer a comunidade virasse realidade, e virou! Com a doação, logo se deu início à construção da Igrejinha de Nossa Senhora Aparecida, que pertencia à Paróquia São Marcos.

Assim, assumiu a assistência da comunidade, em setembro de 1974, padre Pedro Baresi. Os anos passaram e como a igreja foi ficando pequena, foi construída entre 1977 a 1983, a “igreja grande”, segunda igreja.
Não há registros do ano em que foi comprado o lote onde foi construído o Centro Comunitário, a conclusão foi na coordenação do senhor Antônio Calvi em 1982.

Já o primeiro batizado foi realizado em 17 de agosto de 1975, celebrado pelo padre Pedro Baresi.


Nova igreja

Em 1996, sob coordenação de José Cezana (In Memoriam) aconteceu a compra do terreno com uma casa, que faz divisa com prédio da Padaria Nossa Senhora Aparecida, onde foi construída a atual Igreja, a terceira.

Na História da Comunidade, há registros de um dos coordenadores da igreja, o contador Ednilson Antônio Zotelle, que o projeto de ampliação da nova igreja, foi executado pela arquiteta Kátia Pezzim, especializada em arquitetura Sacra e que faz parte do Conselho da Diocese. O projeto foi apresentado para toda a comunidade e registrado em ata com assinatura de 102 membros da comunidade e com aprovação do Bispo Don Aldo. Logo houve a contratação dos pedreiros, Osvaldo Samuel Possa e Aloísio Boa, e dos ajudantes Damião Lopes de Mello e Dionatan Nascimento dos Santos, responsáveis pela obra da nova Igreja da Comunidade Nossa Senhora Aparecida.

Consta em arquivos na Paróquia santa Rita que, durante todo período de surgimento e evolução, a Comunidade já passou por várias situações como: foi demolida a casa que ficava entre a segunda igreja e a Padaria Aparecida, para ampliação da nova Igreja, por exemplo.

Em alguns momentos da obra e com a construção acontecendo, a comunidade precisou celebrar suas missas em local pequeno. Neste período, vários membros da comunidade passaram a frequentar as missas na Matriz, porque o espaço era pequeno e muito quente.

Ana Maria Theodoro Sebim, em 2010, assumiu a coordenação e teve como prioridade o término da igreja, por isso foi decidido que todas as festas e eventos seriam para este fim. A igreja foi então rebocada, forrada em PVC, foram compradas as portas e as janelas, instalou-se um som de qualidade, granito, a parte elétrica foi toda preparado para a instalação do ar condicionado, que contou com o trabalho do grupo de casais “Aliança com Cristo”, para realização do Baile dos Casais Enamorados, para aquisição e instalação do ar.

Hoje, a Igreja Nossa Senhora Aparecida que pertence a Paróquia Santa Rita de Cássia, tem como coordenadores, Elzi Leite e Jânio Riguette.

» Igreja Nossa Senhora Aparecida, no bairro Margareth

“Sou devota de Nossa Senhora Aparecida e não tenho nem como enumerar a quantidade de graças que já alcancei. No dia da carreata iremos para pelas ruas da cidade pedindo interseção de Nossa Senhora, não só por Nova Venécia, mas também pelo Brasil e mundo. Maria que é Padroeira do Brasil, que é mãe de Jesus e mãe de todos nós, da humanidade, Rogai por nós!”
Ieda Basílio de Almeida Souza, uma das fundadoras da Igreja Nossa Senhora Aparecida
“Esse ano não teremos a Romaria, mas teremos a carreata, Missas. Peço aos fiéis que utilizem máscara, só retire no momento de comer. Teremos as barraquinhas. Estamos fazendo nossa programação com orientação do Ministério Púbico e seguindo protocolos. Vamos homenagear Nossa Senhora Aparecida com responsabilidade. Já tivemos festa com mais de 3 mil pessoas. Esse ano vamos ter cautela, por conta do momento que estamos passando””
Padre Jaymir Bada

Romaria
A Romaria de Nossa Senhora Aparecida foi cancelada, como no ano anterior, devido à pandemia do novo coronavírus. São 30 km de uma longa caminhada, contando da casa da dona Ercília Salvador Formigoni, localizada no interior da Comunidade São Pio X, São Mateus, até a Igreja Nossa Senhora Aparecida. O trajeto é feito há mais de 25 anos, sempre no mesmo dia em que é comemorado pelos católicos, o dia da Santa, 12 de outubro.


Carreata

A Rede Notícia vai transmitir através da plataforma Notícia Play, a carreata de Nossa Senhora Aparecida, que será realizada dia 12 de outubro, a partir das 16h.

A Comunidade Aparecida, do bairro Margareth, estará em festa entre os dias 03 e 12 de outubro e, na programação, consta a celebração de Missas com transmissões pela Nova Onda e, no dia 12, haverá uma carreata, que será transmitida pela plataforma Notícia Play.

Trajeto

O trajeto da carreata já está praticamente definido e passará por diversos bairros da cidade. Segundo Ieda Basílio de Almeida Souza, a concentração está prevista para às 15h30 nas imediações da Igreja da Comunidade. Em seguida, a partir das 16h, será iniciada a carreata seguindo para o bairro de Fátima, Rúbia, Flora Park, Dom José Dalvit, Altoé, Ascensão, Centro, São Cristóvão, Filomena e retorno para o bairro Margareth.


Programação/todos os dias (03 ao dia 11 de outubro)
6h – Terço da Misericórdia
18h – Récita do Terço
18h30 – Homenagem a Nossa Senhora
19h – Missa
Dia 12 de Outubro
8h – Missa e benção para as crianças, padre Jaymir
15h30 – Concentração para início da carreata
16h – Carreata
18h – Missa, padre Jaymir

 

Leia também

Auxílio Brasil representa atualmente 2,16% do PIB da região Norte

O Ministério da Economia tenta encontrar espaço no orçamento para aumentar de R$ 400 para R$ 600 o...

Juiz impõe restrições e manda soltar homem que agrediu filha e esposa em Vila Pavão

A Justiça mandou soltar e impôs uma série de restrições ao homem de 51 anos que arrastou a...

Amostras de café passam por avaliação no 1º Concurso do Café Conilon de Jaguaré

  O primeiro Concurso de Qualidade do Café Conilon de Jaguaré realizou nesta quinta-feira, 30, a etapa de degustação...

Festa de São Pedro começa nesta sexta em Vitória e vai até domingo

    Alemão do Forró vai se apresentar na Festa de São Pedro — Foto: Alemão do Forró/Divulgação A 94ª edição...

Inadimplência aumenta e atinge mais brasileiros acima de 60 anos

CRISTIANE GERCINA SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A fila de endividados acima de 60 anos --muitos deles aposentados...

Bueiro é construído no Córrego do Itá; agora são 82 em um ano e seis meses

A secretaria de Transportes e Estradas da prefeitura de Barra de São Francisco, com seus funcionários construíram mais...