Idaf reforça ações de monitoramento e controle de viroses do mamão em São Mateus

Uma equipe do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) realizou uma operação, nessa quarta-feira (30), em São Mateus, visando a minimizar os prejuízos decorrentes de viroses que atingem o mamoeiro, como o mosaico e a meleira.

De acordo com o gerente local do Idaf em São Mateus, Paulo Ernandes Vagmaker, foram erradicados, em uma propriedade rural, três hectares de mamão havaí e três de mamão formosa, totalizando oito mil plantas.

“O laudo foi positivo para as duas doenças: mosaico e meleira. O produtor não estava realizando roguing de forma correta, que é a prática de eliminação de plantas doentes do campo de produção, devendo ser realizada por profissionais fitossanitaristas. A ação contou com o apoio do coordenador de defesa, Ronaldo Almeida, da gerência regional do Idaf em Nova Venécia e da Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Papaya – Brapex”, disse o gerente Paulo Vagmaker.

O diretor-presidente do Idaf, Mário Louzada, ressaltou que o instituto desenvolve um monitoramento permanente, mesmo durante a pandemia da Covid-19, com vistoria e coleta de material para análise laboratorial e, quando necessário, implementação do roguing. “É um trabalho conjunto que precisa da atenção do produtor rural e a participação da Brapex. O Idaf está à disposição para orientar no que for preciso, de maneira que não haja impactos negativos, inclusive nas exportações, em que o Espírito Santo lidera o ranking de maior exportador da fruta do País”, afirmou.

 

Texto: Rafaely Lyra


Leia mais

Leia também