Idaf realiza renovação de habilitação de responsáveis técnicos para emissão de CFO e CFOC

O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) realizou a renovação da habilitação para a emissão do Certificado Fitossanitário de Origem (CFO) e do CFO Consolidado (CFOC) de 29 engenheiros agrônomos e florestais, por meio de um curso on-line realizado na noite dessa quarta-feira (21).

Organizado pela Gerência de Defesa Sanitária e Inspeção Vegetal, com o apoio da Gerência de Educação Sanitária e Ambiental do Idaf, o curso on-line foi a alternativa que o Instituto encontrou, em meio à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), para realizar a renovação de habilitação dos responsáveis técnicos que possuíam a habilitação com vencimento até o final de 2020. A renovação valerá por cinco anos.

Durante o curso, foram abordados dois temas importantes pelo subgerente de Defesa Sanitária Vegetal, Mateus Eckel, e pelo engenheiro agrônomo Raul Carvalho Correa da Silva: a importância e o contexto da defesa vegetal no Espírito Santo, além da revisão da legislação aplicada à defesa vegetal no Estado.

“O conteúdo que foi aplicado no curso é baseado no módulo de legislação do curso de habilitação. A única diferença é que neste ano precisamos adaptar por conta das orientações da Organização Mundial da Saúde, que orienta o distanciamento social e, por isso, fizemos on-line, e ocorreu tudo certo. Conseguimos ampliar a comunicação com os responsáveis técnicos e apresentar bastante conteúdo. Geramos uma discussão muito construtiva, como se fosse em um encontro presencial. O importante é que agora os responsáveis técnicos continuarão mantendo o seu trabalho, que é tão importante para a defesa vegetal”, disse Mateus Eckel.

CFO

O CFO e o CFOC são os documentos emitidos nas propriedades rurais e nos estabelecimentos beneficiadores (ou consolidadores, para os casos de CFOC), para atestar a condição fitossanitária de plantas, partes de vegetais ou produtos de origem vegetal, de acordo com as normas do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A emissão dos documentos é restrita aos profissionais habilitados pelos órgãos de defesa. No Espírito Santo, o serviço é de responsabilidade do Idaf.

Texto: Rafaely Lyra


Leia mais

Leia também