Icepi vai ofertar 252 vagas em residência médica até 2021

Os projetos desenvolvidos pelo Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi) em pouco mais de um ano desde a sua fundação foram apresentados em reunião com o governador Renato Casagrande, ocorrida na tarde dessa segunda-feira (28) no Palácio Anchieta, em Vitória. Um dos destaques da atuação do instituto são os programas integrados de residência médica em saúde, hoje com 168 residentes em formação. A meta é ofertar 252 vagas em residência médica até 2021.

Atualmente, são oito programas implementados, sendo que sete foram iniciados por meio do ICEPi, são eles: Acupuntura, Psiquiatria, Medicina de Família e Comunidade, Cuidados Paliativos, Saúde Mental, Saúde da Família e Saúde Coletiva com ênfase em Vigilância. O Instituto prevê a implantação de oito novos programas de residência no próximo ano, que são: Clínica Médica, Medicina Intensiva 2, Ortopedia e Psiquiatria, Atenção em Terapia Intensiva 2, Reabilitação Física, Gestão e Políticas de Saúde.

“Essas residências são consideradas padrão ouro em formação em saúde, pois elas ocorrem no serviço, o profissional se dedica integralmente a formação. Até 2019 tínhamos apenas um programa de residência, isso em 30 anos de Sistema Único de Saúde (SUS). Temos residentes em todas as Superintendências Regionais de Saúde do Estado. A meta do Instituto é ofertar 252 vagas em residência médica até 2021”, destacou o diretor do ICEPi, Fabiano Ribeiro.

Outro destaque entre as ações desenvolvidas pelo ICEPi é no Programa Qualifica Atenção Primária à Saúde (APS). Mais de 600 bolsistas foram selecionados para atuar na APS dos municípios. Dados do Núcleo Especial de Atenção Primária apontam que, em janeiro de 2019, a cobertura no Espírito Santo de Estratégia Saúde da Família (ESF) era de 58,17% e a Atenção Básica possuía uma cobertura de 70,44%. Em abril deste ano, a cobertura da ESF passou para 64,32%, e a Atenção Básica para 78,94%, representando um aumento em torno de 6%, que representa, aproximadamente, três milhões de cidadãos assistidos.

Atualmente, o Espírito Santo conta com 812 equipes de ESF, compostas por médicos, enfermeiros e cirurgiões-dentistas que atuam na Atenção Primária dos 78 municípios capixabas. De julho de 2019 a abril de 2020 foram implantadas mais 155 equipes no Estado. Os profissionais em formação no Programa Qualifica APS atuam em todas as regiões de saúde do Estado.

Os projetos de inovação desenvolvidos pelo instituto ofertam 174 bolsas de formação nas áreas de Regulação Formativa, Samu para Todos, Núcleo Interno de Regulação (NIR), Medicina Hospitalista e no Programa de Tecnologias de Informação e Comunicação aplicadas à Saúde (ProticSUS).

Ao final da reunião, o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, destacou que as políticas públicas estruturantes desenvolvidas atualmente possuem impacto de médio e longo prazo. “Temos um caminho a percorrer a partir de uma experiência de saúde pública diferenciada, focada na formação, na qualificação, dando um salto de qualidade que fará diferença para o cidadão que utiliza o serviço”, afirmou.

O governador Renato Casagrande parabenizou a equipe pelo trabalho desenvolvido e destacou a importância de fortalecer a Atenção Primária à Saúde. “Temos uma população que cada vez mais precisa do serviço público de saúde e precisamos estar cada vez mais preparados para dar a assistência que cidadão precisa. E ofertar esses serviços com cada vez mais qualidade é nosso compromisso e estamos no caminho certo, caminhando junto com os municípios e dando continuidade aos programas planejados mesmo em tempos de pandemia”, pontuou.

Também participaram da reunião, os subsecretários de Estado de Saúde, Rafael Grossi, Quelen Silva, Tadeu Marino, Gleikson Barbosa, Luiz Carlos Reblin, além dos superintendentes Regionais de Saúde e da equipe técnica do ICEPi.

ICEPi

O Instituto Capixaba de Ensino, Pesquisa e Inovação em Saúde (ICEPi), é responsável por um conjunto de políticas de inovação em saúde. Seu objetivo é desenvolver projetos e atividades voltadas para a formação e desenvolvimento de profissionais para o SUS, além de difundir tecnologia, pesquisa científica e inovação tecnológica para modernização das práticas de cuidado da rede própria e no apoio aos municípios.

Confira a apresentação do ICEPi no link: https://bit.ly/30zaBs3

Fotos galeria: Asscom/Sesa

Leia mais

Leia também