Iases passa a integrar estrutura do Ciodes-190 em 2021

O Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases) terá um call center específico para atender as ocorrências de sua competência dentro do Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes-190), na Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (Sesp). A previsão é de que o serviço comece a funcionar até maio de 2021. O extrato do convênio de cooperação técnica para a instalação da Central de Operações foi publicado, nesta sexta-feira (13), no Diário Oficial do Estado. O prazo de validade do convênio é de quatro anos.

A iniciativa vai permitir o aprimoramento, a interoperabilidade dos sistemas de informação, comunicação e integração de bases de dados que existem no Ciodes. “Acreditamos que dessa forma vamos dar mais eficiência e rapidez ao atendimento das ocorrências peculiares ao Instituto”, destacou o diretor-presidente do Iases, Fábio Modesto.

Além disso, a iniciativa vai permitir o fortalecimento da integração com a Polícia Militar, a Polícia Civil, o Corpo de Bombeiros Militar e as Guardas Municipais. “Isso vai possibilitar a articulação de uma metodologia de atendimento e registro de ocorrências relacionadas ao Iases.  Já por intermédio dos sistemas utilizados na Sesp, os operadores do Instituto poderão consultar e despachar registros de interesse específicos da autarquia, principalmente, no acompanhamento de escoltas a adolescentes, fugas e outros registros relevantes. Tudo isso irá proporcionar respostas integradas ao cidadão e à comunidade socioeducativa”, enfatizou o diretor-presidente.

Para a implantação da Central de Operações, agentes socioeducativos serão treinados para atuarem no local. “Eles serão habilitados para despachar os recursos operacionais, que são os veículos e os agentes para atender às ocorrências geradas no call center do Ciodes e que são de competência operacional exclusiva do Instituto. Além disso, também utilizarão o sistema de Atendimento e Despacho de Ocorrências para registro e controle das ocorrências de responsabilidade do Iases”, explicou o diretor-presidente.

Segundo Fábio Modesto, a Central de Operação do Iases seguirá as normas administrativas previstas pela Direção do Ciodes. “A Central vai atuar de forma integrada e harmônica ao Ciodes, mas será independente e estará ligada diretamente à Diretoria de Ações Estratégicas do Iases”, pontuou.

Leia mais

Leia também