Hospital Universitário oferece assistência remota a pacientes em João Pessoa

Hospital Universitário oferece assistência remota a pacientes em João Pessoa

A central telefônica conta com quatro linhas, que contemplam 12 especialidades.
– Foto:
Divulgação/Ebserh

O Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW), vinculado à Universidade Federal da Paraíba, criou uma Central de Teleatendimento para oferecer orientação remota aos pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) que são assistidos pela instituição. Aproximadamente 40 profissionais realizam essa assistência remota. Os atendimentos ocorrem por meio de ligação do aplicativo de mensagens WhatsApp ou da plataforma Teams, da Microsoft, nas especialidades: Cardiologia, Dermatologia, Endocrinologia, Geriatria, Hematologia, Nefrologia, Neurologia, Oncologia, Pediatria, Pneumologia, Psiquiatria e Reumatologia.

O gerente de Ensino e Pesquisa e superintendente em exercício do HULW, Ângelo Melo, destacou a importância da iniciativa para a assistência à população. “Estamos com um ambulatório fechado por conta da pandemia, e os pacientes precisam ter um monitoramento, uma orientação, um apoio assistencial nesse momento. Não é possível realizar uma teleconsulta, porque seria necessário termos plataformas muito mais complexas, e sabemos da dificuldade de acesso dos pacientes a essas ferramentas. Mas a teleorientação e o telemonitoramento vão ajudar bastante agora, principalmente aos pacientes com enfermidades crônicas”, afirmou.

O professor de educação física, Sergio Cabral, afirmou ter sido bem atendido e elogiou o teleatendimento. “Tive um excelente atendimento, primeiramente por telefone. Minhas receitas de Neurologia foram encaminhadas ao Setor de Acolhimento e depois entregues para mim”, conta o paciente.

Para a execução do projeto de telemedicina do Lauro Wanderley, foram definidos dois tipos de atendimento: a teleorientação e o telemonitoramento. O acesso dos pacientes ao serviço se dá por meio de uma central telefônica com quatro linhas, que contemplam 12 especialidades: Grupo 1 – Reumatologia, Dermatologia, Nefrologia; Grupo 2 – Hematologia, Oncologia, Endocrinologia; Grupo 3 – Cardiologia, Pneumologia, Pediatria; Grupo 4 – Neurologia, Geriatria, Psiquiatria.

Antes do teleatendimento, ocorre uma triagem, para verificar se o paciente tem perfil para receber assistência a distância, por meio da aplicação de um questionário. Em seguida, há a coleta de dados para agendamento. Depois, é indagado se ele tem acesso à internet e a e-mail. Caso contrário, o atendimento ocorre por meio de ligação de um aplicativo de conversa. Depois do paciente passar por triagem, é agendada uma data, na grade de cada profissional que está fazendo o telatendimento, conforme o dia que ele costuma atender no ambulatório do HULW. Previamente, os usuários são comunicados sobre data e horário do atendimento.

Demanda reprimida

A criação da Central de Teleatendimento tem como objetivo atender a demanda reprimida de vários pacientes, a exemplo daqueles com enfermidades crônicas, como diabetes, cardiopatias e doenças reumatológicas. Tais usuários são assistidos pelo Hospital Universitário há algum tempo, e é necessário dar continuidade a esses acompanhamentos.

Atualmente, existem outras iniciativas de telemedicina sendo executadas em hospitais da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares – Rede Ebserh, mas o HULW desenvolveu um projeto próprio, tendo como subsídio um documento produzido pela estatal. “Houve troca de experiências com outros hospitais. Observamos o que havia no documento da sede e, a partir daí, adaptamos para a realidade do Lauro Wanderley”, afirma Ângelo Melo. 

 

Com informações da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares

Leia mais

AMOU NA HORA ERRADA

Chegou sem dizer nada Feriu sem espada Não permitiu ser amada A coitada era casada   Chorou sem derramar lagrimas Sabia que não era amada Não saiu da cilada A coitada continuou...

Governo lança aplicativo de biometria facial para validar abertura e alteração de dados de empresas

O app já está disponível para dispositivos móveis e faz parte das ações do governo de promover a...

Deputados autorizam aporte de R$ 100 milhões em fundo para socorrer microempresários capixabas

Os deputados estaduais aprovaram, com emenda, na sessão...

Leia também

Vila Pavão vacina quase três mil animais entre cães e gatos

Entre os dias 08 a 28 desse mês,...

Polícia Militar recupera motocicleta em Nova Venécia logo após ter sido furtada

Na noite do último domingo (27), policiais militares...

Veneciano é candidato a vereador em Rio Branco, capital do Acre

O empresário e farmacêutico veneciano, Alexandre Thomazini, tentará, pela segunda vez, uma vaga na Câmara de Vereadores do município de Rio Branco, capital do...