Hospital Estadual de Urgência e Emergência ‘São Lucas’ realiza captação múltipla de órgãos

Compartilhe

O Hospital Estadual de Urgência e Emergência ‘São Lucas’, localizado em Vitória, realizou, na última quinta-feira (24), a captação múltipla de órgãos, o que possibilitou salvar quatro vidas que aguardavam na fila de transplante.

Uma equipe veio de Minas Gerais, com o apoio de uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB), para captar o coração e o fígado do doador. Já os rins ficaram sob os cuidados de uma equipe do Espírito Santo. Os órgãos beneficiaram pacientes dos dois estados. 

A enfermeira da Comissão Intra-Hospitalar para Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT), Beatriz Costa, explicou que as doações só podem ser realizadas com o consentimento da família. Por isso, é de extrema importância que as pessoas manifestem em vida o desejo de serem doadoras.

“Esse é um ato que pode a salva a vida quem aguarda na fila de transplante de órgãos”, frisou. 

Quem também lembrou a importância de conversar sobre o assunto foi a diretora-geral do hospital, Cynthia Milanez. “É difícil falar sobre a morte. Mas é importante conversar sobre a doação de órgãos e evitar que o tema seja um tabu. Por isso, sempre incentivamos o diálogo sobre o tema no hospital, na tentativa também de que o assunto extrapole as paredes da instituição e seja tópico de conversa nas famílias, escolas e na sociedade como um todo”, salientou.

Dados

Segundo dados da Central Estadual de Transplantes do Espírito Santo (CET-ES), no ano de 2022, até a última quinta-feira (24), foram realizadas no Espírito Santo 12 captações de múltiplos órgãos. Durante o mesmo período foram transplantados no Estado 14 rins, cinco fígados, três rins com doador vivo, 44 córneas e duas escleras. Em 2021, de janeiro a março, foram realizadas 12 captações de múltiplo órgãos. No mesmo período foram transplantados 12 rins, oito fígados, um coração, 73 córneas e duas escleras.

O maior desafio para a doação de órgãos no Espírito Santo, segundo do CET-ES, é o alto índice de recusa familiar, que se mantém em 50%.

Até esta quinta-feira (31), a Central contabilizou 1.650 pacientes aguardando por um órgão no Estado, sendo 1.119 para rim, 516 para córnea, 13 para fígado e dois a espera de um coração.

Leia também

‘Acorda, Pedrinho’: Saiba quem é o rapaz da música que viralizou no TikTok

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Dois rapazes se preparam para jogar sinuca num bar. Um deles, bigodudo, encaçapa...

Congresso promulga emenda da idade limite para nomeação de magistrados

O Congresso Nacional promulgou hoje (17) a emenda à Constituição que eleva de 65 para 70 anos a...

Governo Federal realiza pagamento do Auxílio Brasil a 18,1 milhões de famílias nessa quarta-feira (18/05)

O Governo Federal realiza nessa quarta-feira (18/05) o pagamento da parcelade maio do Auxílio Brasil a 18,1 milhões...

Prefeitura de Barra de São Francisco lança mais um serviço de alimentação para pessoas em situação vulnerável

A prefeitura de Barra de São Francisco, através de uma equipe composta por várias secretarias e liderada pela...