Hospital Estadual de Urgência e Emergência ‘São Lucas’ aprimora fluxo para realização de cirurgias

 

Referência estadual para ortopedia e outras doze especialidades, o Hospital Estadual de Urgência e Emergência ‘São Lucas’, em Vitória, registrou um aumento de 11% na realização de cirurgias quando se comparado ao primeiro quadrimestre de 2021. Em apenas 31 dias, foram realizados 612 procedimentos na unidade, cerca de 20 por dia no mês de maio, enquanto a média apresentada nos meses anteriores é de 552,75 cirurgias/mês.

Para o diretor técnico Alexandre Bittencourt, esse cenário, além de beneficiar os pacientes, é também um reflexo da reorganização da nova administração e do esforço coletivo de toda a equipe.

“O aumento foi possível devido a diversas melhorias que agregaram valor ao processo. Buscamos ações que permitam o início dos procedimentos mais cedo. Os pacientes com cirurgias agendadas para o primeiro horário são levados para o centro cirúrgico no final do plantão noturno, permitindo que a equipe do dia antecipe o início dos procedimentos. Além disso, combinamos o papel de cada profissional para agilizar cada etapa a ser realizada para a liberação, limpeza e organização das salas cirúrgicas, permitindo assim maior eficiência nos procedimentos com garantia de qualidade”, explicou o diretor.

A coordenadora do Centro Cirúrgico, Elisa Tolentino, enfatizou ainda que, com as mudanças, o serviço foi otimizado da forma que fique mais fácil receber as cirurgias de urgência, sem a necessidade de suspender os procedimentos que já estavam marcados.

“O hospital é de porta aberta, ou seja, não é possível prever quantos procedimentos de urgência vão surgir ao longo do dia. No entanto, reforçando a organização diminuímos a chance de suspender uma cirurgia que já estava marcada”, completou a coordenadora.