Hospital da UFBA padroniza uso de saliva como teste para detectar novo coronavírus

Hospital da UFBA padroniza uso de saliva como teste para detectar novo coronavírus

Amostra pode ser coletada pelo próprio paciente. Foto: Banco de imagens

O Laboratório de Pesquisa em Infectologia (Lapi) do Complexo Hospitalar Universitário Professor Edgard Santos, vinculado à Universidade Federal da Bahia (Hupes-UFBA)e à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), conseguiu padronizar o uso de saliva como teste para detecção do novo coronavírus. O anúncio foi feito na segunda-feira (13) e trata-se de uma ação inédita no Brasil, que está em estudo e aplicação há cerca de dois meses.

A metodologia tem sido aplicada em pacientes e colaboradores do Hupes que apresentem sintomas compatíveis com a Covid-19.

O procedimento por meio da coleta da saliva se caracteriza por não ser invasivo – o que traz menos desconforto para o paciente – e por apresentar menor risco de contaminação para funcionários, pois é autocoletado pelo próprio paciente. Também possui menor custo, uma vez que não envolve meio de transporte e tubos, apenas um coletor estéril. Também não há necessidade de uso de equipamentos de proteção individual (EPI), que é necessário, por exemplo, quando se coleta por nasofaringe.

“A utilização deste procedimento pode ampliar significativamente o número de testes realizados, pois é mais simples, mais rápida e de menor custo, além de não oferecer riscos de contaminação durante a coleta. Com o teste por nasofaringe ocorre irritação de vias aéreas, com desconforto para o paciente, além de risco de espirros, tosse, e até vômitos durante o procedimento, aumentando a chance de contaminação do ambiente e do responsável pela coleta”, afirma o coordenador do Laboratório de Pesquisa em Infectologia do Hupes, Carlos Brites.

Outro benefício da detecção por saliva é a possibilidade da realização de vários testes ao mesmo tempo chamado de “esquema pool”.

“Coletamos amostras de cinco pacientes e juntamos em um único recipiente, homogeneizamos e testamos como se fosse amostra única. Se o resultado for negativo, não precisa fazer mais nada. Caso seja positivo, testamos as amostras 2 a 2, para identificar qual foi positiva. Como pelo menos metade dos testes realizados na rotina são negativos, isso economizará recursos, pois menos testes serão necessários ao final”, esclarece Brites.

 

Leia mais

Internet mais segura: campanha orienta pais sobre navegação segura

Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos lançou a campanha “Navegar Numa Boa”, que está sendo veiculada na TV, rádio e internet...

Em nova classificação, Espírito Santo tem 12 municípios em risco alto; veja o mapa

O Governo do Espírito Santo anunciou, nesta sexta-feira (7), o 17º Mapa de Risco Covid-19, que terá vigência entre a próxima segunda-feira (10) e...

A importância do pediatra na vida das crianças

Logo depois do nascimento de uma criança, o pediatra já realiza alguns exames no bebê para checar a saúde do recém-nascido. Esse é só...

SP: Capital paulista e municípios do interior têm 111 respiradores a mais para tratamento da Covid-19 no estado

As ações para impedir o avanço da pandemia continuam em São Paulo. Nesta semana, o governo do estado distribuiu mais 111 respiradores para 27...

Leia também

Bolsonaro convida Meneguelli para almoço em Brasília

O Prefeito Sérgio Meneguelli irá almoçar com o Presidente da República Jair Bolsonaro na quarta-feira (2) da próxima semana, ao meio dia. A primeira...

Governo do Espírito Santo autoriza volta de aulas presenciais em cidades com risco moderado para Covid-19

O Governo do Espírito Santo autorizou a retomada das aulas presenciais nas cidades que possuem risco moderado para a Covid-19. Com isso, em Vitória,...

Feira Sabores da Terra começa nesta quinta na Praça do Papa, em Vitória

Evento será realizado até o próximo domingo (29). Segundo o governo estadual, todos os protocolos de prevenção contra o coronavírus serão seguidos. Feira Sabores da...

Prorrogação da desoneração da folha de pagamento pode beneficiar indústrias paulistas

Estado com maior PIB do Brasil, de R$ 1,9 trilhão, São Paulo corresponde ao equivalente a 29,8% da indústria nacional. O setor emprega 2.922.404...