Hospitais militares treinam profissionais de saúde no combate à Covid 19

Treinamento.jpeg

Curso para combate à Covid no Hospital das Forças Armadas (HFA), nesta terça-feira (5)
– Foto:
Ministério da Defesa

Profissionais de saúde, militares e civis, iniciaram nesta terça-feira (5) treinamento em hospitais militares para atuarem em emergências clínicas e cuidados intensivos, com pacientes com Covid-19. Ao todo foram abertas 480 vagas.

O objetivo é a troca de informações técnicas e científicas sobre o novo coronavírus, manifestações clínicas e normas de proteção individual. Entre os temas abordados no curso estão protocolos de intubação e tratamento e uso de ventilação de arritmias mecânica. Serão dois dias de aula, com 40 alunos por turma e carga horária de oito horas por dia.

“Nós sentimos a necessidade de reforçar as equipes que estão na linha de frente e, caso algum deles sofresse os efeitos da pandemia, pudéssemos ter um ‘sombra’, alguém que estivesse ali para ajudar, para auxiliar que tivesse algum conhecimento fundamental sobre o que estava sendo feito”, explicou o brigadeiro Geraldo José Rodrigues, diretor-técnico de Ensino e Pesquisa do Hospital das Forças Armadas, do Distrito Federal.

O diretor ressaltou a importância da troca de conhecimentos entre os profissionais. “Muitas das pessoas que estão vindo aqui já estão atuando na área de combate ao coronavírus, já tem suas informações, seus conhecimentos adquiridos com essa lida. E quando eles trazem esses aperfeiçoamentos nós também modificamos nossos processos. Então a questão é dinâmica: o aluno aprende, mas o professor aprende com o aluno também. Esse é o pressuposto fundamental”.

Os cursos são coordenados pelo Ministério da Defesa, por meio da Secretaria de Pessoal, Ensino, Saúde e Desportos e estão sendo feitos no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília (DF), na Escola de Saúde do Exército (EsSEx), no Rio de Janeiro (RJ), e no Hospital de Aeronáutica de Canoas (HACO), em Canoas (RS).

 

Leia mais

Leia também