Homem morre durante voo de parapente em Alfredo Chaves

  • Um praticante de parapente morreu durante um voo, realizado em Alfredo Chaves, na região Serrana do Espírito Santo. Testemunhas contaram que, durante uma manobra, o equipamento se fechou. Ele foi resgatado de helicóptero, mas não resistiu.

A vítima foi identificada como Wanderley Nilo Barata, 39 anos. Ele caiu quando praticava voo de parapente na manhã de domingo (20), na rampa de Cachoeira Alta. Para o resgate, foi acionada a equipe do Notaer. No local, um dos tripulantes desceu de rapel. Após o resgate, a vítima foi atendida pelo Corpo de Bombeiros, que tentaram reanimar o praticante do voo. Posteriormente, ele foi levado do local do acidente para um campo de futebol.

A esposa de Wanderley contou para a família que o voo estava tranquilo. Em solo, por rádio, o instrutor dava todas as orientações sobre altura e posição do vento. Em um determinado momento, antes dele passar por trás de um morro, viram o equipamento se fechando. Depois disso, a preocupação era socorrer a vítima.

Wanderley foi socorrido com vida e, mesmo muito ferido, tentava reagir. De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma equipe foi por terra e fez os primeiros atendimentos à vítima, mas o estado dele era grave. Pelo local da queda ser de difícil acesso, a aeronave do Notaer foi acionada. A vítima chegou a ser levada para uma unidade de saúde de Alfredo Chaves, mas acabou morrendo.

A vítima era apaixonado pelo voo de parapente. A cunhada afirma que ele fez o curso de voo em 2018 e sempre foi muito cuidadoso com sua segurança. Outra paixão dele era a enfermagem. Ele trabalhava no Pronto Atendimento de Cobilândia, em Vila Velha. Wanderley morava no bairro Vale Esperança, em Cariacica. Ele deixa uma filha, de 8 anos, e a esposa, com quem era casado há 13 anos.

Na noite de domingo um dos irmãos e parentes foram ao Departamento Médico Legal (DML), em Vitória, fazer a liberação do corpo.

Informações: Folha Vitória

Leia mais

Leia também