Homem apontado como executor de agricultora é preso no Sul do Espírito Santo

Acusado estava foragido e foi pego após uma blitz. Crime aconteceu em novembro de 2019 e, para a polícia, foi encomendado.

O homem acusado de ser o executor da agricultora Thamires Lorençoni, de 27 anos, foi preso em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, no sábado (27).

O crime aconteceu no dia 30 de novembro, em Vargem Alta, e, inicialmente, era tratado como tentativa de assalto seguida de morte. Depois, a polícia concluiu que o crime foi passional.

A madrasta do marido de Thamires e a filha dela são apontadas como mandantes do assassinato e estão presas desde 5 de dezembro. Já o homem preso no sábado foi indiciado por homicídio qualificado, mas estava foragido.

Segundo a polícia, a prisão do acusado aconteceu por acaso, após uma operação de rotina. Durante uma blitz, um casal de moto foi abordado e o motociclista tentou dar uma nome falso.

A situação chamou a atenção dos policiais, que fizeram um levantamento e verificaram que o motociclista e o irmão – que é o acusado de matar Thamires – tinham mandado de prisão em aberto.

O irmão estava escondido em uma casa no bairro Alto Independência. Os dois foram levados para a delegacia.

Crime

A versão inicial do crime era de que Thamires teria sido morta durante uma tentativa de assalto.

A agricultora seguia com o marido no sentido Vargem Alta em um caminhão quando um carro emparelhou com o veículo e dois homens armados abordaram o casal.

Na ocorrência policial consta que eles exigiram dinheiro e depois atiraram apenas em Thamires, fugindo em seguida. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu.

Entretanto, a polícia passou a trabalhar com a hipótese de crime de mando.

De acordo com as investigações, Sulamita Almeida, que é madrasta do marido de Thamires, e a filha dela, Flávia Almeida, planejaram ‘dar um susto’ na vítima.

Segundo o advogado delas, Flávia tinha um envolvimento amoroso com o marido de Thamires.

Sulamita e Flávia estão presas por morte de agricultora — Foto: Reprodução/ TV Gazeta

Leia mais

Leia também