Há cinco anos, Kleber Andrade recebia recorde de torcedores na final do Capixabão

Neste sábado (16), uma partida histórica realizada no Estádio Estadual Kleber Andrade completa cinco anos. A final do Capixabão de 2015, entre Rio Branco e Desportiva, teve um público de 12.849 pagantes, o maior entre times capixabas desde a reinauguração do Klebão, ocorrida no ano anterior. Em campo, o empate por 1 a 1 garantiu o título e a festa do clube alvinegro, que havia vencido o jogo de ida da decisão, no Engenheiro Araripe, por 1 a 0.  
 
Antes de a bola rolar, a expectativa era grande. Na ocasião, o maior clássico do Espírito Santo não decidia um Campeonato Estadual há 30 anos. E quem saiu na frente foi a equipe grená, com um gol do meia Bruninho Araújo, aos 33 minutos do primeiro tempo. Porém, logo após o lance, ainda na etapa inicial, aos 41, em uma cobrança de pênalti, Ratinho, lateral-direito do Rio Branco, marcou o gol de empate, que acabou valendo a conquista da taça. 
 
Já aposentado do futebol, Ratinho recordou como foi a emoção de ter marcado um dos gols mais importantes de sua carreira. “A final no Kleber Andrade teve o maior público até hoje entre times capixabas e mais da metade era de torcedores do Rio branco. Isso nos empurrou para conquistar o título. Foi um jogo difícil, a equipe da Desportiva, na época, também era um grande time e eu tive a felicidade de marcar o gol de pênalti, que nos levou à vitória, em um clássico contra o nosso maior rival”, destacou o jogador.
 
O professor universitário rio-branquense Fabiano Mazzini esteve presente no Kleber Andrade. Ele comentou sobre a visão que o torcedor teve daquela inesquecível partida: “Na decisão, nós lotamos um lado inteiro da arquibancada. Estávamos muito confiantes para a conquista do 37° título estadual. Quem acompanhou o jogo percebeu que, naquele ano, houve muita harmonia entre a torcida e os jogadores do Rio Branco, o que passou muita confiança para que o time se tornasse campeão”, afirmou Mazzini.
 
O atual diretor-presidente do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), Maurício Duque, era o presidente do Rio Branco na época e também falou da emoção que sentiu com a conquista no Kleber Andrade. “Tinha muito mais de 12 mil presentes naquele jogo! Talvez tenha a sido a final mais emocionante que presenciei, não apenas por eu ser o presidente do Rio Branco na ocasião, mas por tudo que estava envolvido naquela final: aconteceu em um estádio ligado profundamente à história do clube e foi uma vitória contra o nosso principal rival”, lembrou Duque.
 
Apesar da derrota, o jogo foi marcante até mesmo para os torcedores da Desportiva. O empresário capixaba Igor Gonçalves, por exemplo, morava na época no Rio de Janeiro, mas veio ao Estado para acompanhar o jogo e torcer pelo time do coração. “Aquela final foi muito marcante para mim. Saí do Rio, no dia anterior à partida, com um amigo, também torcedor grená, só para ver o clássico. A Desportiva lutou muito, saiu na frente no placar, só que desperdiçou algumas oportunidades no segundo tempo. Claro, perder para um rival sempre é ruim, mas, pra quem realmente vive essa realidade de arquibancada e gosta de torcer, mesmo na derrota, esses momentos se tornam marcantes”, disse Gonçalves.
 
 

Leia mais

Procon-ES divulga ranking de empresas mais reclamadas em 2019

Os Procons de todo o Brasil divulgam, nesta quinta-feira (12), o Cadastro de Reclamações Fundamentadas...

Homem escala hospital para passar momentos finais com a mãe, vítima de coronavírus

Sem poder estar perto da mãe, devido à...

Encontros virtuais das Audiências Públicas para o Orçamento 2021 mobilizam 2 mil pessoas

Em diálogo com a população capixaba, gestores das áreas estratégicas de Saúde Integral, Infraestrutura para Crescer,...

Mourão diz que é preciso atacar as causas do desmatamento ilegal na Amazônia

“Precisamos integrar a Amazônia à economia brasileira e mundial “, afirmou o vice-presidente Hamilton Mourão Foto: Marcos Correa/PR O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, comandou,...

Leia também

Enivaldo anuncia duplicação do polo industrial para atrair empregos

Já falando como candidato, um dia depois de...

Fome aumenta no Espírito Santo e atinge 425 mil lares, aponta IBGE

  A fome atinge três a cada dez lares do Espírito Santo. Ao todo, são 425 mil domicílios do estado estão em situação de insegurança...

Polícia apreende drogas dentro de uma viatura em Vitória

Uma viatura da Polícia Militar do Espírito Santo foi encontrada com drogas dentro em uma oficina mecânica na Avenida Marechal Campos, em Vitória. De...

Psol oficializa candidatura de Marcos de Oliveira à Prefeitura de Colatina

Marcos é servidor público federal. O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) oficializou nesta terça-feira (15) a candidatura de Marcos de Oliveira à Prefeitura de Colatina....