Governo reforça ações no combate às drogas

Governo reforça ações no combate às drogas

Unidades devem atender dependentes de álcool e drogas buscando o tratamento e a reinserção social Foto: Agência Brasil

Foram publicadas nesta quarta-feira (15), no Diário Oficial da União, as regras necessárias para o Estado reconhecer uma organização da sociedade civil como Centro de Referência em Dependência Química (Ceredeq). Essas unidades atendem dependentes de álcool e drogas buscando o tratamento e a reinserção social.

O secretário nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas do Ministério da Cidadania, Quirino Cordeiro, explicou que o governo atua para fortalecer ações que buscam, por exemplo, prevenir o uso de drogas. “O Governo Federal tem trabalhado desde o ano passado para o fortalecimento de suas ações na área de redução de demanda de drogas, como ações para prevenção do uso dessas substâncias, além de tratamento e reinserção social de pessoas que apresentam dependência química”, afirmou Quirino Cordeiro.

De acordo com a Portaria 437, poderão ser reconhecidas como Centro de Referência em Dependência Química, as organizações da sociedade civil que estejam cadastradas na Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas, do Ministério da Cidadania.

Outras exigências são realizar atividade de prevenção ao uso ou dependência do álcool e outras drogas e também atividades de tratamento, acolhimento, apoio, além de reinserção social de dependentes químicos. A organização também deve estar vinculada a uma instituição de Educação Superior.

Para serem reconhecidas como Centro de Referência em Dependência Química, essas entidades precisam ainda realizar ações de capacitação de profissionais que trabalham na área; e fazer pesquisas, estudos ou desenvolver serviços que busquem a redução da demanda de drogas.

“Com essa iniciativa, o Governo Federal quer incentivar que as entidades da sociedade civil que trabalham com dependentes químicos possam, cada vez mais, aprimorar seu trabalho, passando a ofertar ações mais efetivas”, disse o secretário.

Cordeiro ressaltou a importância do trabalho conjunto – governos federal, estadual e municipal e sociedade civil – para o enfrentamento e combate às drogas. “Temos trabalhado em conjunto com várias entidades da sociedade civil, pois temos a plena convicção da necessidade de incluirmos e mobilizarmos os vários atores que militam nas políticas públicas sobre drogas no país para que possamos ter resultados cada vez mais efetivos”.

Leia mais

Selo Turismo Responsável identificará boas práticas de combate à Covid-19

Selo Turismo Responsável identificará boas práticas de combate à Covid-19 – Foto: ...

Governador inaugura reforma de creche e autoriza obras em Brejetuba

Foto: Hélio Filho/Secom A população...

INDICADORES: Café registra queda no preço nesta quinta-feira (17)

A saca de 60 quilos do café arábica começou a quinta-feira (17) com queda de 1,27% no preço e é vendida a R$ 554,39...

Suspeito de matar a namorada em Anchieta é investigado por estelionato em MG

A informação foi confirmada pela Polícia Civil mineira....

Leia também

Vacina da Pfizer contra Covid-19 entra na última fase de testes clínicos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou que as empresas farmacêuticas Pfizer e BioNTech prossigam para a fase 3 do estudo clínico da...

Prazo para cadastrar barragens está acabando em Goiás

O prazo estabelecido pelo Governo de Goiás para cadastramento de barragens está chegando ao fim. Por isso, até o dia 30 de setembro deste...

Operação Focus investiga origem das queimadas no Pantanal

Técnicos do Instituto de Meio Ambiente do Mato Grosso do Sul, da Perícia Técnica da Secretaria de Justiça e Segurança Pública do estado, agentes...

RS: Malha de gasodutos foi expandida em 4,3 km neste ano

No Rio Grande do Sul, na região entre Três Coroas e Gramado, a malha de gasodutos já foi expandida em 4,3 quilômetros desde o...