Governo recebe 81 propostas para novos Equipamentos de Proteção contra a Covid-19

Governo recebe 81 propostas para novos Equipamentos de Proteção contra a Covid-19

Objetivo é financiar projetos de produtos ou processos que garantam a proteção de equipes médicas e hospitalares contra o coronavírus.
– Foto:
Banco de Imagens

O Governo Federal recebeu 81 propostas de soluções inovadoras de empresas de todo o Brasil para o desenvolvimento de equipamentos de proteção individual (EPIs) e coletivos (EPCs) que vão ajudar no enfrentamento à covid-19.

A chamada pública do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) vai destinar R$ 5 milhões para apoiar projetos de inovação em produtos ou processos que garantam a proteção e segurança biológica de equipes médicas e hospitalares contra o coronavírus.

Os equipamentos de proteção individual poderão ser utilizados por profissionais de saúde, pacientes e público em geral. Já os destinados à proteção coletiva deverão assegurar, às equipes de saúde, segurança em ambientes clínico e hospitalar, inclusive no transporte de pacientes, desinfecção e ambientes e utensílios.

Os recursos virão do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT), que é operado pela Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep), empresa pública vinculada ao MCTIC. Os R$ 5 milhões serão destinados a empresas de todos os portes, incluindo startups e empresas de base tecnológica, da cadeia de valor de insumos médicos e hospitalares e cadeias correlatas ou de outras que detenham tecnologias aplicáveis nos equipamentos e sistemas de EPI/EPC. As propostas poderão contemplar a contratação de uma Instituição Científica, Tecnológica e de Inovação (ICT), como prestadora de serviço, e envolver ainda parceria com mais de uma empresa.

Os valores a serem solicitados à Finep/MCTIC é de R$ 300 mil a R$ 1,5 milhão para cada proposta. A empresa beneficiada também deverá apresentar contrapartida financeira para o desenvolvimento do projeto. Os percentuais mínimos da contrapartida vão variar de acordo com o porte da empresa. Em caso de parceria de empresas na mesma proposta, será considerado o faturamento da beneficiária de maior porte em 2019.

“A solução para a covid-19 é o conhecimento científico e tecnológico”, afirma o secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTIC, Paulo Alvim. “Além da necessidade urgente de proteger os profissionais de saúde e a população em geral durante a pandemia, estamos incentivando o desenvolvimento de novas tecnologias voltadas para equipamentos de saúde e outras áreas relacionadas”, completou.

A divulgação de resultado preliminar está prevista para o dia 8 de maio, e o resultado final para o dia 28 de maio. 

Leia mais

Leia também