Governo promove o maior leilão de 2020 no Programa de Parcerias de Investimentos

Governo promove o maior leilão de 2020 no Programa de Parcerias de Investimentos

Certame teve o terceiro maior deságio médio já verificado de empreendimentos de transmissão Foto: Ministério de Minas e Energia

“Que leilão, meus amigos!”, exultou o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), André Pepitone da Nóbrega, diante dos resultados no Leilão de Transmissão nº 1/2020, promovido pela autarquia nesta quinta-feira (17) na sede da B3, em São Paulo. Maior certame de 2020 no Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) do Governo Federal, ele encontrou ampla concorrência para todos os 11 lotes ofertados, com um deságio médio de 55,24%, o terceiro maior já verificado em certames de empreendimentos de transmissão feitos pela Agência. O investimento previsto é da ordem de R$ 7,34 bilhões, com expectativa de criação de mais de 15 mil empregos diretos em nove estados: Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e São Paulo.

“Essa concessão de linhas de transmissão encerra um ciclo vitorioso de leilões este ano nos setores elétrico e de petróleo do país”, comemorou o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque.

Ao todo, participaram 51 empresas, 38 delas nacionais e as demais oriundas da China, Colômbia, Espanha, França, Itália e Portugal. O certame conferiu às vencedoras o arremate de 1.959 km de linhas de transmissão e 6.420 megavolt-ampères (MVA) de potência de subestações.

O próximo leilão de transmissão, previsto para junho de 2021, deverá atrair investimento de R$ 1 bilhão, segundo Erik Rego, diretor de Estudos de Energia Elétrica da Empresa de Pesquisa Energética.

Leia mais

Leia também