Governo lança edital inédito de aceleração de startups do Estado: Programa Seedes

Compartilhe

O Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), desenvolvendo o ecossistema de empreendedorismo e inovação do Espírito Santo, lançou nesta quinta-feira (02), o primeiro edital de aceleração de startups do Estado, o Programa Seedes (Startup e Empreendedorismo Estadual em Desenvolvimento no Espírito Santo). O prazo de inscrições tem início nesta sexta-feira (03) e segue até o dia 02 de julho. Podem participar startups de todo o Brasil, desde que cumpridas as exigências do edital.

Com investimento de R$ 3 milhões, o edital 13/2022 – Programa Seedes vai selecionar até 30 projetos de startups de negócios variados, em fase de evolução ou operação, e disponibilizará até R$ 100 mil em recursos para cada projeto, além de 6 meses de aceleração por meio de atividades de mentorias, capacitações, difusão, imersão e networking, desenvolvendo, assim, a mentalidade empreendedora de sócios do negócio. 

Outras ações previstas no programa são: promover a integração dos ambientes de inovação com realizações de pelo menos seis eventos de mobilização, realizar atividades de difusão executadas ao longo da aceleração pelas startups apoiadas pelo programa, e trocar informações e experiências entre startups locais e de fora do Espírito Santo.  

Para a diretora-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), Cristina Engel, o Seedes representa a confiança do Governo do Estado na grande capacidade do Espírito Santo em relação à inovação. 

“Esse lançamento é um marco para o Espírito Santo que tem essa grande vocação para a inovação. Termos o primeiro programa de aceleração pública do Estado significa desenvolvimento para o ecossistema de inovação e para a economia, além da ampliação da visibilidade desse potencial. A forma como o programa será trabalhado vai permitir que as empresas inovadoras sejam alavancadas e o sucesso delas significa, além de movimentação na economia, a geração de emprego e renda. Acreditamos que o Seedes será um multiplicador de oportunidades e que novos negócios surgirão a partir desse investimento do Governo do Estado. Vamos criar uma cultura do empreendedorismo voltado para a inovação”, afirmou Cristina Engel.

Já o diretor de inovação da Fapes, Elton Moura, explicou a construção e as etapas do edital de seleção. “O Seedes tem o foco de fortalecer o ecossistema capixaba de inovação ao fazer a aceleração de 30 startups. E para que essas 30 empresas cheguem ao ponto de serem aceleradas, elas terão que passar por três etapas de seleção. Na primeira, serão selecionadas 180 startups e serão avaliados diversos critérios, entre o modelo de negócio, diversidade da equipe, entre outros. Das 180, 60 seguirão para a segunda etapa que também será eliminatória. Vamos avaliar o impacto que essa startup vai gerar no Estado nas questões econômicas, sociais e ambientais, ou seja, no tripé da sustentabilidade. E por fim, 30 startups serão contratadas para serem aceleradas e receberem inúmeros benefícios”, comentou. 

O diretor de inovação também falou da continuidade do Seedes: “a Fapes já trabalha, em conjunto com a Secretaria de Inovação e Desenvolvimento, com a Mobilização Capixaba de Inovação (MCI) e todo o ecossistema, para que esta seja a primeira edição do programa no Espírito Santo. Nossa expectativa é de que ao final do período de aceleração deste edital a gente lance o segundo chamamento público do Seedes para desenvolver mais ainda a inovação capixaba.”

Com as ações de atração de startups para o programa e com a divulgação dos resultados obtidos pela aceleração do Seedes, no primeiro ciclo do programa, é esperada a difusão nacional e internacional do ecossistema de empreendedorismo e inovação capixaba.

“Com o Seedes esperamos atingir importantes resultados que nos auxiliarão a colocar o Estado entre os destaques da área. Em um curto prazo teremos a qualificação dos empreendedores para gerirem startups, a consolidação e a sobrevivência desse tipo de negócio no ecossistema, a atração de novos negócios para o Estado e a criação de parcerias e contratos entre as entidades. E, a longo prazo, acreditamos na ampliação da captação de recursos, na criação de novas startups e novos negócios para o Espírito Santo, gerando emprego e renda para os capixabas, além do fortalecimento do ecossistema de inovação”, destacou o subsecretário de Ciência, Tecnologia e Inovação, Denio Rebello Arantes.

 Público-alvo: O edital é direcionado para pessoas jurídicas de direito privado, nascentes e em fase de evolução ou operação (startups), com projetos promissores ligados à pesquisa, investigação e desenvolvimento de ideias inovadoras. 

Já os projetos, ao final do período de sua submissão, deverão estar preferencialmente com maturidade das tecnologias em condição de ingressar em uma das etapas de certificação, produção e/ou comercialização. Também se encontra na fase de evolução/operação ou maturação/tração quanto ao estágio da inovação. 

Leia também

Fotos: PF apreende carros de luxo, relógios e joias em operação contra hackers

    PF apreendeu carros de luxo — Foto: PF/Divulgação A Polícia Federal realizou, na manhã desta quarta-feira (22), a Operação...

Pesquisadora descobre floresta fossilizada de 290 milhões de anos

Uma pesquisa desenvolvida pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) possibilitou à ciência abrir uma janela para viajar no...

BNDES libera R$ 20 milhões para projetos de tecnologia em negócios de micro a médio porte

JOANA CUNHA SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O BNDES aprovou apoio de até R$ 20 milhões não-reembolsáveis para...

São Paulo supera Palmeiras na ida das oitavas da Copa do Brasil

Graças a um gol de Patrick, o São Paulo derrotou o Palmeiras por 1 a 0, na noite...

Operação da PF em 4 estados mira grupo criminoso especializado em fraudes eletrônicas

Policiais Federais deflagraram na manhã de hoje, 22/06, a Operação CyberCafé, dedicada a reprimir a ação de um...

Governo Federal, por meio da Polícia Federal em parceria com o Incra, visa combater crimes fundiários no país

Uma parceria entre o Incra e a Polícia Federal (PF) ajudará a combater com mais rapidez e eficiência...

ES: mulher recupera bike furtada após encontrá-la a venda na internet e marcar com anunciante

  Após um furto de quatro bicicletas em um condomínio no bairro Nossa Senhora da Penha, em Vila Velha,...