Governo lança curso com orientações sobre casamento

Compartilhe

O Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos apresentou nesta terça-feira (7) o curso Casar é Legal, uma capacitação para pessoas que desejam obter informações sobre o casamento civil. O lançamento ocorreu durante evento no Palácio do Planalto, com a presença do presidente Jair Bolsonaro, para falar sobre ações voltadas às mulheres e à família.

“A família é um bem imaterial e deve ser protegida pelo Estado. Isso está previsto na Declaração Universal dos Direitos Humanos e na nossa Constituição”, afirmou a ministra Cristiane Britto.

O curso tem como público-alvo noivos solteiros, casados somente no religioso e pessoas em união estável. Segundo o ministério, a formação tem 10 horas de duração e é composta por sete unidades, que abordam temas como regime de bens, direitos e deveres dos cônjuges, trâmites do casamento, prevenção e enfrentamento da violência doméstica e formas de dissolução do casamento.

O curso digital está disponível no portal Escola Nacional da Família,  e inclui uma cartilha. O material também será distribuído em todos os cartórios civis do país.

Famílias raras

Também foi lançado, durante a cerimônia, o curso Famílias Raras e Mães Atípicas. Desenvolvido pela Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, com carga horária de 30 horas, a capacitação é gratuita e está com inscrições abertas.

Segundo o governo, a ação contempla as necessidades e os enfrentamentos vivenciados pela comunidade de doenças raras e seus familiares. Os interessados vão ser introduzidos a temas como: cuidados domiciliares; desafios e estratégias de enfrentamento; acolhimento, inclusão e experiências bem-sucedidas; direitos de afirmação da maternidade como diferença; e direitos relativos ao reconhecimento da criança e adolescente atípicos.

Exposição

O governo também lançou nesta terça a exposição Um Olhar Raro para dar visibilidade aos desafios das famílias de pessoas com doenças raras. A exposição está aberta no térreo do Palácio do Planalto até o dia 8 de julho.

Os visitantes poderão ver uma série de fotos de mães atípicas em formato de quebra-cabeça, exibidas em 11 totens artísticos. A iniciativa é do Programa Nacional de Incentivo ao Voluntariado (Pátria Voluntária), em parceria com a Secretaria Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

Governo lança curso com orientações sobre casamento

Leia também

Larápios furtam sacas de café no interior de Nova Venécia

Cerca de 20 sacas de café foram furtadas de uma propriedade rural de Nova Venécia. O crime ocorreu...

Poços de Caldas, em Minas Gerais, poderá captar até R$ 26,3 milhões para obras de mobilidade urbana

A cidade de Poços de Caldas, em Minas Gerais, vai poder financiar até R$ 26,3 milhões em recursos...

DPS organiza evento em comemoração ao Dia Estadual do Policial Civil

  A Polícia Civil do Estado do Espírito Santo (PCES), por meio da Divisão de Promoção Social (DPS) realizou,...

Ministro da Economia diz que entrada do Brasil na OCDE é prioridade

Durante a abertura do evento “Semana Brasil-OCDE”, que está sendo realizado em Brasília até esta sexta-feira (24), o...

Vantagens de viver em Jardim Camburi: bairro se destaca pelo potencial de crescimento

Próximo ao novo aeroporto, à Praia de Camburi e cercado por uma infraestrutura comercial completa, Jardim Camburi reúne...

Governo limita reajuste das taxas de foro em terrenos da União

Uma medida provisória editada pelo presidente Jair Bolsonaro limita o reajuste das taxas de foro e de ocupação...

Embriagado acaba preso após tentar atropelar PM que reagiu com tiro em Mantenópolis

Um homem de 36 anos que conduzia um veículo Gol de cor cinza foi preso na noite deste...

Sisu: Inscrições da segunda edição de 2022 começam nesta terça (28)

As inscrições para a segunda edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) estão abertas a partir desta terça-feira...