Governo inicia vacinação contra a Covid-19 da população em situação de rua

Foto: Hélio Filho/Secom

O Governo do Estado deu início à imunização de mais um grupo prioritário na vacinação contra o novo Coronavírus (Covid-19): da população em situação de rua. Um ato simbólico realizado nesta quinta-feira (27) no Palácio Anchieta, em Vitória, marcou o início da imunização desse público, considerado de extrema vulnerabilidade. A expectativa é que 2.462 pessoas sejam vacinadas com uma porcentagem de doses da reserva técnica das remessas encaminhadas pelo Ministério da Saúde ao Estado.

“Estamos avançando na imunização de mais um grupo prioritário. Já avançamos na vacinação dos profissionais da segurança, professores, rodoviários, inspetores penitenciários e agentes socioeducativos. Vamos iniciar ainda esta semana a imunização dos portuários e aeroportuários. Assim vamos protegendo os grupos da sociedade que estão mais expostos. O PNI [Plano Nacional de Imunização] começou acertadamente com as pessoas de mais idade e, aqui no Espírito Santo, tomamos a decisão de usar a reserva técnica para adiantar esses outros grupos”, disse o governador Renato Casagrande.

Segundo a Resolução nº 083/2021, da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), serão consideradas pessoas em situação de rua “o grupo populacional heterogêneo que possui em comum a pobreza extrema, os vínculos familiares interrompidos ou fragilizados e a inexistência de moradia convencional regular, e que utiliza os logradouros públicos e as áreas degradadas como espaço de moradia e de sustento, de forma temporária ou permanente, bem como as unidades de acolhimento para pernoite temporário ou como moradia provisória, definido no art. 1º do decreto no 7.053, de 23 de dezembro de 2009”.

“Os municípios vão operacionalizar a vacinação no território, podendo se articular com instituições sociais que atuam junto a esse grupo. A vacinação contra a Covid-19 garante direitos e leva dignidade para uma população vulnerável, que precisa da atenção da saúde pública. É uma medida acertada e em poucos dias vamos concluir a vacinação de todos”, explicou o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes.

“Essa é mais uma demonstração do compromisso do Governo do Estado com a política para pessoas em situação de rua. Garantir a vacinação é garantir mais acesso à saúde e dignidade a essa população que tanto precisa”, complementou a secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo.

Como acontecerá a vacinação

Para a operacionalização das ações de vacinação realizadas pelos municípios, a Secretaria da Saúde (Sesa) orienta e recomenda que sejam realizadas ações nos locais onde essas pessoas em situação de rua se encontram, por meio de equipes dos consultórios de rua e demais equipes de vacinação das cidades.

Depoimentos

“É muito importante para a nossa proteção. Acabamos ficando mais vulneráveis [ao vírus], temos contato com muitas pessoas de vários lugares quando estamos na rua. Pessoas que vêm de outros estados e municípios. Então, para nós, essa foi uma iniciativa muito boa” – Anderson Nogueira de Jesus, acompanhado pelo Centro Pop de Serra. 

“Eu estava muito preocupado em ficar contaminado. Quando eu soube da notícia pela enfermeira, fiquei muito feliz. Muito obrigado ao Governo do Estado por isso”- Ralfy Marcolino de Matos, acompanhado pela Hospedagem Noturna de Vitória.


Leia mais

Leia também