Governo Federal repassa mais R$ 5,1 milhões para a continuidade de obras de saneamento em nove estados

Compartilhe

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), vai repassar R$ 5,1 milhões para a continuidade de obras de saneamento básico em nove estados do país. Serão beneficiados municípios da Bahia, Goiás, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Rondônia, Rio Grande do Sul, Sergipe e Roraima.

O maior repasse, de mais de R$ 2,22 milhões, será destinado a Rorainópolis, em Roraima. Os recursos serão usados na implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário (SES) do município. Ainda na Região Norte, a cidade de Vilhena, em Rondônia, vai contar com mais de R$ 953 mil para a ampliação e readequação do Sistema de Abastecimento de Água (SAA) e implantação do SES no perímetro urbano da sede municipal.

Também na Região Norte, a cidade de Ananindeua, no Pará, terá à disposição R$ 24,4 mil para a ampliação do SAA no Bairro Águas Lindas.

No Nordeste, o município de Camaçari, na Bahia, receberá mais de R$ 339 mil para a ampliação do sistema de esgotamento sanitário em Arembepe. Em Pernambuco, o município de Olinda contará com mais de R$ 731 mil para a ampliação do SES da Bacia do Janga.

Ainda no Nordeste, o município de Lagarto, em Sergipe, receberá mais de R$ 262 mil para a ampliação do sistema integrado de abastecimento de água da Adutora do Piauitinga.

Na Região Sudeste, a cidade de Viçosa, em Minas Gerais, terá mais de R$ 324 mil à disposição para a ampliação do SES na sede municipal.

No Centro-Oeste, a cidade de Águas Lindas de Goiás contará com mais de R$ 262 mil para obras de saneamento Integrado no Jardim América II, III, IV, V e VI e Parque das Águas Bonitas.

Por fim, o município de Santa Rosa, no Rio Grande do Sul, terá mais de R$ 4 mil para a elaboração de estudo de concepção e projetos de engenharia para manejo de resíduos sólidos urbanos e manejo de água pluviais na sede municipal.

Novo Marco Legal

Com a sanção do novo Marco Legal do Saneamento, que completará dois anos em julho, o Governo Federal tem como objetivo alcançar a universalização dos serviços de saneamento básico até 2033, garantindo que 99% da população brasileira tenha acesso à água potável e 90%, ao tratamento e à coleta de esgoto.

Investimentos em 2022

Desde janeiro deste ano, já foram empenhados R$ 286,3 milhões do Orçamento Geral da União (OGU) e repassados R$ 197,7 milhões para garantir a continuidade de empreendimentos de saneamento básico pelo país. Outros R$ 504,4 milhões foram pagos para financiamentos por meio do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

Atualmente, a carteira de obras e projetos do ministério no setor – contratos ativos e empreendimentos em execução ou ainda não iniciados – é de 1.035 empreendimentos, somando um total de R$ 41,8 bilhões, sendo R$ 25,1 bilhões de financiamentos e R$ 16,6 bilhões de Orçamento Geral da União.

Com informações do Ministério do Desenvolvimento Regional

Governo Federal repassa mais R$ 5,1 milhões para a continuidade de obras de saneamento em nove estados

O maior repasse, de mais de R$ 2,22 milhões, será destinado a Rorainópolis, em Roraima Foto: MDR

Leia também

Vegetais frescos e embalados não precisam mais informar prazo de validade

Os produtores não precisam mais informar o prazo de validade dos vegetais frescos e embalados. A medida foi...

Lutador de Muaythai de Barra de São Francisco vence campeonato em primeiro lugar em Colatina

A equipe de Muaythai Tigres de Valhalla, esteve muito bem representada pelo estreante Gideão Pereira da Silva, na...

Agência do Sine abre a semana com 69 vagas de emprego formal em Barra de São Francisco

A agência do Sine em Barra de São Francisco, está com 69 vagas de emprego formal abertas, 26 delas...

Feijoada Beneficente dos Amigos da APAE no Pesque Pague de Barra de São Francisco foi sensacional

 O prefeito de Barra de São Francisco, Enivaldo dos Anjos realizou neste sábado (13), a abertura oficial do...

Rota da Biodiversidade já conta com a participação de 6 mil famílias brasileiras

Com a proposta de estruturar a cadeia produtiva de fitomedicamentos, fitoterápicos, fitocosméticos e alimentos nutracêuticos (benéficos à saúde),...

Espírito Santo decreta estado de atenção por falta de chuva e baixa vazão de rios

A falta de chuva e a baixa na vazão dos rios que abastecem cidades capixabas levou o governo...

Agronegócio e Comércio são os principais setores produtivos no Noroeste do Espírito Santo

A pecuária do leite, cultivo de café, cultivo de pimenta-do-reino e comércio – como bares e restaurantes –...

Cinco cidades brasileiras entram em situação de emergência devido a desastres naturais

A Defesa Civil Nacional reconheceu situação de emergência em mais cinco cidades do País atingidas por desastres naturais....