Governo Federal lança Caderno de Orientações Técnicas do Serviço de Convivência e Fortalecimento para Crianças de zero a seis anos

Para gerar conhecimento e aumentar a qualidade do atendimento a cerca de dois milhões de brasileiros, a Secretaria Nacional de Assistência Social do Ministério da Cidadania lançou, sexta-feira (27/08), o Caderno de Orientações Técnicas do Serviço de Convivência e Fortalecimento para Crianças de zero a seis anos.

O evento online contou com a participação do ministro João Roma, que agradeceu aos colaboradores e gestores do Ministério da Cidadania e a todos que fazem parte do SUAS (Sistema Único de Assistência Social) pelo trabalho.

“Eu tenho certeza com envolvimento e profissionalismo, o carinho e a paixão que cada um de vocês que atua na área de assistência social tem dedicado ao povo brasileiro, nós cada vez mais vamos nos orgulhar desse nosso país para que a gente consiga superar dilemas históricos e que possamos cada vez mais ter um povo que viva com menos desigualdade, mais dignidade e que tenha a possibilidade de transformar a realidade de suas vidas”, frisou João Roma, ministro da Cidadania.

A publicação é uma ferramenta para o aprimoramento técnico dos profissionais que atuam no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e atendem às crianças e seus responsáveis nos Centros de Referência e Assistência Social (CRAS) e nos Centros de Convivência espalhados pelo país. A elaboração do Caderno contou com a contribuição de técnicos municipais, estaduais e federais que participaram de oficinas, de profissionais que atuam em diferentes setores, com trabalhos voltados à primeira infância, além de consulta pública com ampla participação. 

A secretária Nacional de Assistência Social do Ministério da Cidadania, Maria Yvelônia, destacou que a publicação será um instrumento para aprimorar o atendimento aos cidadãos. “Esse Caderno é parte do compromisso da Secretaria Nacional de Assistência Social, que tem a responsabilidade de garantir o funcionamento do SUAS e de realizar a gestão da Política Nacional de Assistência Social”, afirmou. 

A publicação é destinada a mais de 22 mil técnicos de referência, além de outros 32 mil orientadores sociais que atuam no serviço de convivência e fortalecimento de vínculos pelo Brasil. “Queremos agradecer à Fundação Maria Cecília Souto Vidigal, além da participação de técnicos de 28 municípios de 19 estados. Essa é uma construção coletiva, pensada a partir dos próprios técnicos que estão na ponta e que perceberam a necessidade quanto ao atendimento do público”, finalizou Maria Yvelônia.

O lançamento contou com a presença de gestores e técnicos da Proteção Social Básica do SUAS nos estados e municípios, da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal (FMCSV), da Secretaria Nacional de Assistência Social e da Secretaria Nacional da Primeira Infância.

O Caderno de Orientações Técnicas do Serviço de Convivência e Fortalecimento para Crianças de zero a seis anos está disponível no blog da Rede SUAS, juntamente com o Caderno de Atividades que o complementa. Os materiais subsidiarão as atividades de apoio técnico realizadas pelas equipes estaduais junto às equipes que atuam na execução do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV).

Com informações do Ministério da Cidadania

Governo Federal lança Caderno de Orientações Técnicas do Serviço de Convivência e Fortalecimento para Crianças de zero a seis anos

Lançamento do Caderno de Orientações Técnicas do Serviço de Convivência e Fortalecimento para Crianças de zero a seis ano Foto: Minis´tério da Cidadania