Governo Federal entregará mais 272 respiradores mecânicos até o final de abril

Governo Federal entregará mais 272 respiradores mecânicos até o final de abril

Os respiradores são de extrema importância no combate à Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus
– Foto:
Divulgação/Agência Brasil

O Governo Federal entregará, até o final de abril, mais 272 respiradores produzidos no Brasil. Os contratos assinados no último dia garantem uma solução nacional para ajudar a atender as necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS). Ao longo de três meses, mais de 15 instituições vão abastecer o sistema público de saúde, com 14.100 respiradores.

Os respiradores são de extrema importância no combate à Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. O equipamento ajuda pacientes, que, em casos graves, apresentam dificuldades respiratórias. Atualmente, o Brasil conta com 65.411 respiradores/ventiladores, sendo que 46.663 estão disponíveis no SUS. Os novos aparelhos servirão para o atendimento estratégico ao longo da dinâmica da doença no País, em especial nos serviços de maior sobrecarga.

Parceria entre ministérios

Uma parceria entre o Ministério da Saúde e o Ministério da Economia realizou um mapeamento do parque industrial, identificando as capacidades de cada setor. 

“O Ministério da Saúde está focado em aumentar a eficiência e a capacidade de entregar as soluções que foram planejadas nas últimas semanas”, explica o ministro Nelson Teich. Segundo ele, o Governo Federal abriu diversas iniciativas, da compra de equipamentos e testes a elaboração de diretrizes, dentro de um cenário de crise e escassez de insumos mundiais. O objetivo, portanto, é garantir a efetivação das ações iniciadas e garantir que materiais e produtos cheguem a quem precisa. “Uma interação com os outros ministérios é importante nesse processo de aumentar a capacidade das entregas para tratar da crise do coronavírus. Isso é parte dessa estratégia”.

O projeto ainda envolve o Ministério das Relações Exteriores, para priorização de recebimento de peças, o Ministério da Justiça, para escoltas e segurança da distribuição de equipamentos e insumos, e o Ministério da Defesa, que fornece armazéns nas capitais para estoque de materiais e a logística de distribuição para o País, por meio da FAB (Força Aérea Brasileira), quando necessário.

 

Leia mais

Jorginho Sanfona de Prata completa mais um ano de vida neste sábado (28), ele mora em Água Doce do Norte

Jorginho Sanfona de Prata Um dos maiores sanfoneiros da...

EDP lança canal no WhatsApp para atendimento aos clientes

A EDP, distribuidora de energia elétrica do Espírito...

Secti assina Acordo de Cooperação com Ministério Público do Trabalho no Espírito Santo

Com o objetivo de promover a formação de adolescentes e jovens em situação vulnerável, por meio...

AlimentarES promove webinar sobre alimentação saudável e prevenção de doenças

O programa AlimentarES, do Governo do Estado, promove, nesta quinta-feira (09), às 19h30, uma webinar com...

Leia também

Após pisar em uma mulher em SP, PMs são afastados da função

Os policiais que aparecem nas imagens pisando e...

Os caminhos para trabalhar ou fornecer serviços na retomada da Samarco

A retomada das operações da Samarco, no Sul...

Após noite de festa, Adriano Imperador precisa de ajuda para sair de baile funk no Rio

Adriano Imperador foi filmado na manhã do último...

Operação em Guaíra apreende 500 caixas de cigarro contrabandeado do Paraguai

Carga estava em um caminhão que foi abandonado, após perseguição policial; ninguém foi preso. 1...