Governo Federal conclui divulgação do programa de concessões por quatro países • SiteBarra

Governo Federal conclui divulgação do programa de concessões por quatro países

O Governo Federal encerrou em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, a divulgação do programa de concessões da área de infraestrutura do país. Durante dez dias, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, esteve na França, Itália, Espanha e Emirados Árabes participando de reuniões com representantes de fundos de investimentos, operadores de infraestrutura e fundos soberanos. O objetivo é atrair pelo menos R$ 260 bilhões de investimentos privados para o Brasil até o fim de 2022.

“Pudemos discutir os projetos de aeroportos, de mobilidade urbana, de saneamento básico, de rodovias, as ferrovias autorizadas e discutir as privatizações dos portos”, ressaltou o ministro Tarcísio Gomes de Freitas.

Em Dubai, a delegação brasileira pode conhecer a operação automatizada de um terminal do porto da cidade. “A gente está vendo como isso funciona. Isso é prenúncio que no futuro a gente vai poder ter coisas semelhantes nos portos brasileiros para aumentar muito a nossa competitividade”, afirmou o ministro. A empresa que opera o terminal nos Emirados Árabes Unidos também administra uma área no porto de Santos (SP).

Além dos leilões planejados para este ano, os encontros no exterior discutiram o que está sendo preparado para o ano que vem. Entre eles estão a sétima rodada de leilões de aviação, com a concessão de 16 aeroportos (incluindo Congonhas e Santos Dumont), as desestatizações portuárias da Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa) e do Porto de Santos (SP); e de novos projetos rodoviários.

Em outubro, o ministro já havia divulgado o programa de concessões nos Estados Unidos, onde se reuniu com mais de 40 executivos ligados ao setor em Nova Iorque.

Leilões

Nesta sexta-feira (19) será realizado o maior leilão de arrendamento da história, com duas áreas destinadas a combustíveis no Porto de Santos (STS08 e STS08A). A previsão é de que o leilão irá injetar R$ 1 bilhão de investimentos. Já em dezembro está prevista a concessão das BRs-381/262, entre Minas Gerais e Espírito Santo, com aporte de mais R$ 7 bilhões da iniciativa privada.

Dois dos projetos de desestatizações portuárias do Governo federal estão em estágio mais avançado. O da Companhia Docas do Espírito Santo/ES (Codesa) já está em análise no Tribunal de Contas da União e a estimativa é de que o porto de Vitória receba mais de R$ 780 milhões em investimentos. O projeto de desestatização do Porto Organizado de Santos está em reta final dos estudos de viabilidade e prevê até R$ 16 bilhões para torná-lo o maior porto do Hemisfério Sul.

Desde 2019, o Governo Federal já realizou 77 leilões de infraestrutura de transportes, atraindo investimentos privados de quase R$ 90 bilhões de investimentos e expectativa de criar 1,2 milhão de empregos ao longo dos próximos anos.