Governo Federal autoriza repasse de R$ 3,92 milhões a 17 cidades afetadas por desastres

Compartilhe

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), vai repassar mais de R$ 3,92 milhões a 17 cidades brasileiras atingidas por desastres naturais. As portarias que autorizam os recursos foram publicadas na edição desta segunda-feira (4) do Diário Oficial da União (DOU).

Das 17 cidades, seis registraram fortes chuvas. Em Rondônia, o município de Cacoal, que passou por inundações, vai receber R$ 607,5 mil para a compra de cestas básicas, kits de limpeza doméstica, de dormitório e de higiene pessoal, além de colchões. No Pará, a cidade de Oriximiná, vai contar com R$ 136 mil para a aquisição de cestas de alimentos, enquanto Água Azul do Norte terá acesso a R$ 132,2 mil para a compra de cestas básicas e kits de limpeza.

Em Minas Gerais, a cidade de São Francisco vai receber R$ 257 mil para a compra de cestas de alimentos, colchões e kits de dormitório. Na Bahia, o município de Brumado vai contar com R$ 392,5 mil para a reconstrução de uma barragem em concreto danificada por chuvas intensas. E no Rio Grande do Sul, Cerro Branco, que registrou enxurradas, terá acesso a R$ 798,6 mil para a recuperação de uma ponte.

Estiagem

Os demais municípios que tiveram repasses autorizados nesta segunda-feira passam por um período de estiagem. Dez estão no Rio Grande do Sul. São eles: Canudos do Vale (R$ 190 mil), Rodeio Bonito (R$ 225,1 mil), São Martinho (R$ 48,6 mil), Santa Maria (R$ 283,4 mil), Bozano (R$ 38,8 mil), Roca Sales (R$ 60 mil), Taquaruçu do Sul (R$ 237,1 mil), Humaitá (R$ 122,2 mil), Lajeado do Bugre (R$ 57,2 mil) e Vale do Sol (R$ 167,6 mil). Também foi beneficiado o município de São João do Oeste, em Santa Catarina (R$ 168 mil).

As cidades da Região Sul utilizarão os recursos na compra de cestas básicas, combustível e reservatórios de água potável, além de aluguel de caminhões pipa.

 

Como solicitar recursos federais
 

 

Em todo o país, estados e municípios atingidos por desastres podem solicitar recursos federais para atendimento à população afetada, restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de infraestrutura danificada.

Para isso, é necessário obter anteriormente o reconhecimento federal de situação de emergência ou de estado de calamidade pública, como explica o coronel Alexandre Lucas, secretário nacional de Proteção e Defesa Civil.

“O reconhecimento tem o papel de alterar processos administrativos e jurídicos e acelerar processos para a resposta ao desastre, além de permitir a liberação de uma série de recursos. Para isso, é preciso que o estado ou o município decrete a situação de emergência ou de calamidade pública e insira essa documentação no Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID). A partir disso, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) publica uma portaria e o ente federativo está apto a solicitar recursos”.

O Sistema Integrado de Informações sobre Desastres, o S2iD, pode ser acessado em s2id.mi.gov.br.

Com as fortes chuvas, o Rio Machado em Cacoal (R0) transbordou e atingiu os bairros Santo Antonio e Liberdade. Foto: Prefeitura de Cacoal (RO)Com as fortes chuvas, o Rio Machado em Cacoal (R0) transbordou e atingiu os bairros Santo Antonio e Liberdade. Foto: Prefeitura de Cacoal (RO)

Leia também

Reparos em calçamentos, capina e lavagem de ruas segue a todo vapor em Barra de São Francisco

Servidores da secretaria de Obras da prefeitura de Barra de São Francisco, estão realizando reparos em calçamentos no...

Secretaria de Assistência Social realiza atendimento remanescente aos atingidos pela enchente em Cedrolândia

  A Prefeitura de Nova Venécia, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, através do Setor de Habitação...

ES: criminosos invadem casa e matam homem com mais de 20 tiros

  Um homem de 44 anos foi morto com mais de 20 tiros, na madrugada desta quinta-feira (18), no...

Operação investiga juízes e advogados suspeitos de corrupção no Ceará

A Polícia Federal deflagrou hoje (20) a Operação Skiagraphia com o objetivo de “desmantelar esquema de corrupção” que contaria com a participação...

Guia de pagamento do MEI Caminhoneiro já pode ser emitida pelo PGMEI

O Programa Gerador de Documento de Arrecadação do Simples Nacional do Microempreendedor Individual (PGMEI) foi atualizado na segunda-feira...

Mulher de 33 anos é morta a facadas pelo marido em Colatina

Uma mulher de 33 anos, identificada como Analine Francisco, foi assassinada a facadas pelo marido na noite de...

Cresce número de casos suspeitos de hepatite infantil misteriosa no Brasil

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Subiu para 47 o número de casos em investigação da hepatite infantil de causa...

Congresso promulga emenda da idade limite para nomeação de magistrados

O Congresso Nacional promulgou hoje (17) a emenda à Constituição que eleva de 65 para 70 anos a...