Governo Federal autoriza ferrovias de Barra de São Francisco e de Presidente Kennedy

Compartilhe

Duas novas ferrovias, que beneficiam o Espírito Santo, tiveram autorizadas sua construção e operação nesta quinta-feira (9), com a assinatura dos contratos no Ministério da Infraestrutura. São R$ 28 bilhões previstos para os dois projetos, que vão beneficiar as regiões Noroeste e Sul do Estado.

A Petrocity Ferrovias foi autorizada a construir a maior ferrovia privada do Brasil, a Estrada de Ferro Juscelino Kubitscheck, ligando Barra de São Francisco, na região Noroeste, a Brasíia, enquanto a Macro Desenvolvimento assinou o contrato para construir a ferrovia que vai ligar o Porto Central, em Presidente Kennedy, a Conceição do Mato Dentro (MG).

Nos próximos dias, a Petrocity espera assinar contrato para construir outra ferrovia no Estado, a Estrada de Ferro Minas-Espírito Santo, ligando o Vale do Aço (MG) ao Centro Portuário de São Mateus, passando também por Barra de São Francisco, que terá uma Unidade de Transbordo e Armazenagem de Cargas (UTAC), que possibilitará a conexão logística entre as duas vias férreas rumo ao porto.

A Petrocity pediu autorização ao governo federal para mais duas ferrovias, além dessas ligadas ao Espírito Santo: Unaí(MG)-Campos Verdes (GO), com 500km, e Campos Verdes(GO)-Anápolis (GO), com 50km, para completar a cobertura da principal região produtora de grãos do cerrado brasileiro. As quatro ferrovias serão construídas pela Odebrecht Engenharia por ser a empresa brasileira com maior know how nesse tipo de empreendimento, tendo realizado projetos em diferentes países do mundo.

“Agora, vamos iniciar os trabalhos de instalação, que tem prazo de 10 anos. A Odebrecht vai fazer o projeto de engenharia e construção, nosso pessoal especializado vai cuidar da questão das desapropriações enquanto a uma empresa especialista vai fazer a estruturação financeira e captação de recursos. Podemos dizer, que a Estrada de Ferro JK entrou em gestação”, disse o presidente da Petrocity Ferrovias, José Roberto Barbosa da Silva, que também preside a Petrocity Group.
AS AUTORIZAÇÕES

Nas redes sociais e no seu site oficial, o Ministério da Infraestrutura anunciou a autorização para a construção e operação de nove ferrovias, que fazem parte do Programa Pro-Trilhos, o programa de autorizações ferroviárias, com investimentos previstos de R$ 50,360 bilhões em 3,5 mil km de novos trilhos no País, pela iniciativa privada.

As empresas Bracell, Ferroeste, Grão Pará, Macro Desenvolvimento, Petrocity e Planalto Piauí Participações assinaram contrato com o Governo Federal e, agora, vão executar os projetos apresentados. As ferrovias vão transportar produtos como grãos, minério, celulose, contêineres, entre outros.

De acordo com o Minfra, a autorização é um procedimento mais rápido e com menos burocracia do que o modelo de concessão. O Ministério já recebeu 36 propostas, que somam 11.142 km de trilhos e R$ 150 bilhões em investimentos.
CONHEÇA AS FERROVIAS
BRACELL (empresa do ramo de celulose)
Lençóis Paulistas (SP): 4,29 km de extensão
Ligando a fábrica da empresa em Lençóis Paulistas ao Porto de Santos (SP), o segmento transportará carga anual calculada em 1 milhão de tonelada de tora de eucalipto. A projeção de investimentos é de R$ 40 milhões, com possibilidade de abertura de 460 vagas de emprego.

Lençóis Paulistas a Pederneiras (SP): 19,5 km de extensão

A estrada de ferro fará a conexão entre Lençóis Paulistas e a malha ferroviária de Pederneiras (SP), sentido Porto de Santos. O objetivo é transportar carga geral de celulose calculada em 1,7 milhão de toneladas/ano. São previstos investimento de R$ 200 milhões e 2.450 novos postos de trabalho (diretos, indiretos, efeito-renda).

FERROESTE (atual concessionária da Estrada de Ferro Paraná Oeste S.A./Ferroeste)
Cascavel/PR a Chapecó/SC: 286 km de extensão

O empreendimento deve levar matéria-prima, principalmente milho, às indústrias de criação de animais e de produção de alimentos sediadas no oeste de Santa Catarina. Devem ser investidos R$ 6,4 bilhões e abertas 122.485 vagas de trabalho (diretas, indiretas e efeito-renda)
Maracaju/MS a Dourados/MS: 76 km de extensão

O ramal ferroviário vai ligar Maracaju, maior produtor de grãos sul-mato-grossense, e Dourados, onde estão instaladas usinas capazes absorver parte importante da produção estadual de soja e milho. A projeção de investimento é de R$ 1,20 bilhão, com previsão de surgimento de 18.376 postos de trabalho (diretos, indiretos e efeito-renda)
Cascavel/PR a Foz do Iguaçu/PR: 166 km de extensão

Esse trecho visa consolidar um corredor de transporte internacional de cargas, em direção ao Porto de Paranaguá (PR), com previsão de investimentos na ordem de R$ 3,1 bilhões e estimativa de geração de 47.463 empregos (diretos, indiretos e efeito-renda)
GRÃO PARÁ MULTIMODAL (administra o Terminal Portuário de Alcântara – TPA)
Alcântara a Açailândia/MA: 520 km de extensão
Segmento voltado ao transporte de carga geral estimada em 50 milhões de toneladas/ano: granéis sólidos, granéis líquidos e containers (carga geral). Estabelece a ligação entre o Terminal Portuário de Alcântara, administrado pela empresa, ao município de Açailândia, polo industrial exportador de ferro gusa e que detém um dos maiores rebanhos bovinos do Maranhão. Terá conexão com a Ferrovia Norte Sul (FNS) Tramo Norte e cruzamento com a Estrada de Ferro Carajás (EFC). Estão projetados R$ 5,2 bilhões em investimentos e 99.519 postos de trabalho (diretos, indiretos e efeito-renda).

MACRO DESENVOLVIMENTO (especialidade é consultoria em gestão empresarial)
Presidente Kennedy/ES a Conceição do Mato Dentro e Sete Lagoas/MG: 610 km de extensão
Segmento conecta regiões produtoras mineiras – extração de calcário, mármore, ardósia, argila, areia e produção de ferro-gusa em Sete Lagoas e minério de ferro em Conceição do Mato Dentro – aos portos do Espírito Santo – Porto Central, em Presidente Kennedy. É voltado ao transporte de carga estimada em 26 milhões de toneladas/ano: granéis sólidos e minério de ferro. O investimento será de R$ 14,30 bilhões, com possibilidade de abertura de 214.349 cargos (diretos, indiretos e efeito-renda)
PETROCITY FERROVIAS LTDA (originária do setor de portos – Petrocity Portos S.A.
Barra de São Francisco/ES a Brasília/DF: 1.108 km de extensão – Estrada de Ferro Juscelino Kubitschek (EFJK)

Estrada de ferro liga Brasília ao Espírito Santo, passando por Formosa (GO) e ao menos 34 localidades mineiras. Visa ao transporte de produtos do Centro-Oeste brasileiro ao porto seco de Barra de São Francisco (ES). As principais cargas são rochas ornamentais, cargas conteinirizadas, madeira, grãos, algodão, toretes de eucalipto, produtos siderúrgicos, minério de ferro e sal-gema. Estão projetados investimentos na ordem de R$ 14,2 bilhões, sendo R$ 13,5 bilhões na construção dos novos trilhos e mais R$ 700 milhões para a manutenção, ao longo do percurso, de seis unidades de Transbordo e Armazenamento de Cargas (UTACs). O empreendimento deve gerar 214.349 empregos (diretos, indiretos e efeito-renda).

PLANALTO PIAUÍ PARTICIPAÇÕES E EMPREENDIMENTOS (mineradora)
Suape/PE a Curral Novo/PI: 717 km de extensão

Empresa pretende instalar terminal de minério de ferro na Ilha de Cocaia, em Suape (PE), e escoar a produção de suas jazidas localizadas no Piauí, via Transnordestina. Assim, a linha férrea é voltada ao transporte de carga estimada em 6 milhões toneladas/ano: granéis sólidos e minério de ferro. Estão previstos R$ 5,7 bilhões em investimentos e 87.270 novos postos de trabalho (diretos, indiretos e efeito-renda).

Leia também

Dois jovens morrem em grave acidente entre motos em Alto Rio Novo

Duas pessoas morreram em um grave acidente entre duas motocicletas na tarde desta sexta-feira (1º), na rodovia ES-164...

Portaria do INSS detalha procedimentos para atendimento presencial

Portaria publicada pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no Diário Oficial da União de hoje (29) detalha regras e procedimentos...

Presidente do Equador reduz preços dos combustíveis, mas não aplaca protestos

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente do Equador, Guillermo Lasso, reduziu o preço dos combustíveis, questão que...

Estados e DF acionam STF contra lei que limita cobrança de ICMS

Os governadores de 11 estados e do Distrito Federal decidiram acionar o Supremo Tribunal Federal (STF) contra a...

Link para inscrições para o concurso público da Prefeitura de Barra de São Francisco já está disponível; confira

O prefeito Enivaldo dos Anjos informou nesta terça-feira, 28, que o concurso público da Prefeitura de Barra de...

Déficit na balança comercial de produtos químicos atingiu US$ 23,5 bilhões em cinco meses, diz Abiquim

Dados divulgados pela Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim) revelam que o déficit na balança comercial de produtos...

Representação de Majeski no Tribunal de Contas por transparência nas obras públicas estaduais

O deputado estadual Sergio Majeski (PSDB) ingressou com Representação no Tribunal de Contas do Estado do Espírito Santo...