Governo Federal autoriza crédito extraordinário de R$ 479,8 milhões para apoio a cidades atingidas por desastres

Compartilhe

Foi publicada, em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), a Medida Provisória n. 1.102/2022,<\/a> que autoriza crédito extraordinário de R$ 479,8 milhões para ações de proteção e defesa civil desempenhadas pelo Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). Com isso, o total de recursos do Governo Federal disponíveis para o atendimento a ocorrências de desastres naturais, especialmente as relacionadas às fortes chuvas que atingem o País desde novembro de 2021, alcança R$ 2,15 bilhões.

“Estes recursos serão importantíssimos para podermos atender os municípios que foram atingidos por desastres naturais em todo o País. Estamos dedicados a prestar o auxílio necessário aos municípios e à população atingida por essas ocorrências”, destaca o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

O valor a ser repassados ao MDR havia sido anunciado pelo Governo Federal na última sexta-feira (18), quando uma comitiva liderada pelo presidente Jair Bolsonaro visitou Petrópolis (RJ). A cidade foi atingida por chuvas intensas, enchentes e deslizamentos de terra.

Os R$ 2,15 bilhões disponíveis para apoio aos municípios afetados por desastres é proveniente de quatro fontes de recursos. Além dos R$ 479,8 milhões autorizados nesta quinta-feira, mais R$ 550 milhões já haviam sido garantidos ao MDR – também em créditos extraordinários – por meio da MP 1.096/2022. A Pasta conta ainda com R$ 147 milhões previstos na Lei Orçamentária Anual (LOA) para o atendimento a situações de desastres naturais.

Outros R$ 700 milhões são provenientes de crédito extraordinário ao Ministério da Cidadania, por meio da MP n. 1.092/2022. O valor é destinado à distribuição de alimentos e à proteção social no âmbito do Sistema Único de Assistência Social (SUAS).

Por meio da MP n. 1.097/2022, cerca de R$ 250 milhões em créditos extraordinários ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), vinculado ao Ministério da Infraestrutura, estão disponíveis para obras de conservação e recuperação nas regiões Nordeste e Sudeste.

Os recursos serão liberados aos municípios à medida em que as demandas forem sendo apresentadas pelos gestores locais. No caso do MDR, o meio adequado é o Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2iD).

Mais 10 cidades atingidas por desastres naturais entram em situação de emergência<\/a>

Governo Federal autoriza repasse de mais R$ 498 mil para ações de defesa civil em Petrópolis<\/a>

Como solicitar recursos

Estados e municípios atingidos por desastres podem solicitar recursos do MDR para atendimento à população afetada, restabelecimento de serviços essenciais e reconstrução de equipamentos de infraestrutura danificados pelo desastre. Para isso, é necessário anteriormente obter o reconhecimento federal de situação de emergência ou de estado de calamidade pública.

A solicitação, tanto no pedido de reconhecimento como de recursos, deve ser feita por meio do S2iD. Com base nas informações enviadas, a equipe técnica da Defesa Civil Nacional avalia as metas e os valores solicitados. Com a aprovação, é publicada portaria no DOU com a especificação do montante a ser liberado.

Atuação da Defesa Civil Nacional

Diante das fortes chuvas que atingem algumas regiões do País desde o fim de 2021, sobretudo nos estados da Bahia, Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, o MDR, por meio da Defesa Civil Nacional, realiza uma série de ações, que vão desde o reconhecimento federal de situação de emergência ou de calamidade pública até a liberação de recursos emergenciais, apoio técnico e articulação com outros órgãos federais para dar suporte às localidades.

Até o momento, já foram garantidos cerca de R$ 192 milhões para as localidades afetadas pelos temporais. Desse total, R$ 140 milhões foram autorizados para a Bahia, R$ 48 milhões para Minas Gerais e, até esta quinta-feira (24/2), R$ 4,5 milhões para o município de Petrópolis, no Rio de Janeiro.

O Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) tem atuado, nos momentos mais críticos, em alerta máximo – vermelho – com monitoramento 24 horas por dia.

Foto: MDR/DivulgaçãoFoto: MDR/Divulgação

Leia também

Congresso promulga emenda da idade limite para nomeação de magistrados

O Congresso Nacional promulgou hoje (17) a emenda à Constituição que eleva de 65 para 70 anos a...

Nova Venécia anuncia Badinho Alves para comandar equipe na Copa Espírito Santo 2022

Na estreia do Nova Venécia na Copa Espírito Santo 2022, não será Cássio Barros quem comandará a equipe....

Pequena indústria tem o melhor desempenho no primeiro trimestre desde 2012

O Índice de Desempenho da Pequena Indústria teve melhora e alcançou 45,5 pontos na média do primeiro trimestre...

Com show de organização, fase regional dos JEES em Barra de São Francisco terminou na tarde deste sábado

Seleção de Futsal Feminino Infantil de Barra de São Francisco está na fase final dos JEES Com show de...