Governo estima receita da União em R$ 4,325 trilhões em 2021

Compartilhe

A Lei Orçamentária de 2021, que estima a receita da União em R$ 4,325 trilhões e fixa a despesa em igual valor, foi sancionada pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro.

Com a sanção do orçamento definitivo, o Governo poderá voltar a fazer investimentos e executar programas discricionários, que são aqueles considerados não obrigatórios por lei. Até agora, a União vinha executando apenas as ações e programas considerados obrigatórios ou inadiáveis, dentro dos limites do orçamento provisório.

“Sempre temos como diretrizes: atender e defender os mais vulneráveis e proteger os elementos essenciais da economia, assim como ter uma gestão fiscal responsável”, ressaltou o secretário Especial da Fazenda, do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues.

Adequações

As projeções do Ministério da Economia mostravam a necessidade de uma recomposição de R$ 29 bilhões, então foi necessário abrir um espaço no orçamento. Isso foi feito por meio de acordo com o Congresso Nacional.

Essa recomposição ocorreu por meio de um veto parcial, abrangendo R$ 19,8 bilhões de dotações orçamentárias e com o bloqueio adicional de cerca de R$ 9 bilhões, como autorizado pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). As dotações vetadas estão distribuídas da seguinte forma: R$ 10,5 bilhões serão cortes nas emendas do relator, R$ 1,4 bilhão será em cortes de emendas de comissão do Poder Legislativo e R$ 7,9 bilhões em despesas discricionárias do próprio Poder Executivo.

O veto de dotações é um corte definitivo da despesa. Já o bloqueio permite que o valor possa ser liberado ao longo do ano caso haja a indicação de um novo espaço no teto de gastos. O bloqueio é efetuado por decreto. Quanto aos valores vetados, eles serão remanejados por meio de um novo projeto de lei de crédito suplementar, enviado ao Congresso Nacional.

De acordo com o Ministério da Economia, com o veto e o bloqueio administrativo, o orçamento de 2021 cumpre a regra do teto de gastos.

Programas de apoio

A sanção permitirá também a adoção de ações de apoio aos trabalhadores e empresas para amenizar os efeitos da Covid-19. Deverão ser abertos créditos extraordinários para o Benefício Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda (BEm) e o Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe). Para o BEm, devem ser destinados R$ 10 bilhões, e para o Pronampe, mais R$ 5 bilhões.

“O BEm teve um efeito de garantia da preservação de empregos bastante elevado, dado o mérito da proposta e dada suas especificidades que se configuram como crédito extraordinário, essa medida será muito brevemente reeditada com toda a segurança jurídica e com a capacidade de resposta que a sociedade precisa e demanda”, explicou o secretário Waldery Rodrigues.

Governo estima receita da União em R$ 4,325 trilhões em 2021

Lei foi sancionada pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro Foto: Secretaria-Geral

Leia também

Cantor Heytor Walker será a atração da Feira Gastronômica e Cultural deste sábado, 13

Heytor Walker será a atração deste sábado, 13 de agosto, na Feira Gastronômica e Cultural. Em sua primeira...

Produção de cimento de baixo carbono

A Hydro e a Universidade Federal do Pará (UFPA) assinaram convênio de cooperação técnica e científica para desenvolver...

Ludmilla, Fundo de Quintal e mais: veja a agenda cultural do Espírito Santo

    Confira a agenda cultural com shows e outros eventos marcados no Espírito Santo nos próximos dias. Ludmilla — Foto:...

Roda de Conversa do Projeto Avivar alerta sobre alimentos ‘proibidos’ e a obesidade

A 6ª Roda de Conversa do Projeto Avivar, realizada na tarde desta quinta-feira, 11, na sede do Centro...

Preso suspeito de assassinar companheiro da ex em São Domingos do Norte

A Delegacia de Polícia (DP) de São Domingos do Norte, em operação com a Polícia Militar, prendeu, nesta...

Projeto Social Fábrica de Sonhos representa Barra de São Francisco no Estadual de Clubes

DELEGAÇÃO DE BARRA DE SÃO FRANCISCO PARTICIPA DA COMPETIÇÃO ESTADUAL DE CLUBES REPRESENTADA PELAS EQUIPES DO PROJETO SOCIAL...

‘Estava muito difícil conseguir comida’, diz cacique de indígenas venezuelanos que foram deixados no Espírito Santo

    Grupo de indígenas venezuelano se estabeleceu em terreno próximo à rodoviária de Vitória O cacique do povo Warao, grupo...

Prefeitura de Barra de São Francisco adquire três caminhões com recursos próprios do município

O prefeito de Barra de São Francisco, Enivaldo dos Anjos, recebeu nesta quinta-feira (11), o terceiro caminhão, sendo...