Governo entrega 1ª etapa do Gancho do Igapó em Natal (RN)

Governo entrega 1ª etapa do Gancho do Igapó em Natal (RN)

A Barragem Oiticica, quando pronta, atenderá 250 mil habitantes nas regiões do Seridó, do Vale do Açu e da Região Central do Rio Grande do Norte. Foto: Divulgação/MDR

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), general Santos Filho, entregaram, nesta segunda-feira (11), a 1ª etapa do Complexo Viário do Gancho do Igapó, em Natal (RN), que contempla a travessia superior do viaduto. A liberação integra o conjunto de obras em execução para a composição do complexo viário e contribuirá para a melhora na trafegabilidade e na segurança para o usuário. O evento contou com a participação do ministro das Comunicações, Fábio Faria, e do ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

“A gente sabe da necessidade de acabar com esse gargalo na região, afinal, este é o principal corredor urbano de Natal, por onde circulam cerca de 50 mil veículos por dia e onde temos a ligação da capital com a BR-101 e a BR-406. Ainda temos muito o que fazer, mas vamos cumprindo a nossa missão de melhorar a infraestrutura aqui no Rio Grande do Norte. Este foi um compromisso que assumimos com o potiguar e que nós vamos cumprir”, afirmou Tarcísio Gomes de Freitas.

A BR-101/406/RN também possibilita a ligação da região metropolitana de Natal com o Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante, reduzindo significativamente o tempo de deslocamento para serviços e para turistas, fundamentais para o desenvolvimento do estado.

Após a liberação da 1ª etapa do Gancho do Igapó, as equipes agora trabalham na conclusão do sistema de drenagem e pavimentação das vias marginais. Além disso, para a segunda fase de serviços, estão previstas a construção do Túnel em “Y” e obras complementares, como passarelas, que proporcionarão mais segurança aos pedestres. Quando concluído, o Complexo Viário do Gancho do Igapó operará em três níveis distintos, o que possibilitará que os veículos façam conversões sem a necessidade da implantação de semáforos.

Recursos para as barragens

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, anunciou no evento mais recursos para obras de segurança hídrica no Rio Grande do Norte. São R$ 22 milhões garantidos para a construção da Barragem de Oiticica, localizada próximo a Jucurutu, e R$ 7,8 milhões para a recuperação da Barragem Passagem das Traíras, em Jardim do Seridó.

Juntos, os dois empreendimentos devem ampliar o abastecimento de água para mais de 300 mil pessoas no Rio Grande do Norte. As intervenções estão sendo executadas pelo Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), instituição vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional.

Barragem Oiticica

A obra de Oiticica já tinha recebido, em dezembro, a liberação de R$ 40 milhões. Toda a obra está orçada em R$ 657,2 milhões, sendo R$ 638,2 milhões com recursos da pasta. Desse total, R$ 523 milhões já foram repassados pela União. O governo do Rio Grande do Norte, também responsável pela execução do empreendimento, arca com R$ 19 milhões em contrapartidas. A obra já tem mais de 86% de execução.

“Estamos empenhados para que essa obra possa ser terminada até o fim de 2021, porque ela é essencial para a qualidade de vida das pessoas da região, além de regular o regime de cheias do Rio Piranhas-Açu e recepcionar essas águas do Rio São Francisco”, destacou o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho.

A Barragem Oiticica, quando pronta, atenderá 250 mil habitantes nas regiões do Seridó, do Vale do Açu e da Região Central do Rio Grande do Norte. O empreendimento receberá as águas do Eixo Norte do Projeto de Integração do Rio São Francisco e tem capacidade de armazenar mais de 556 milhões de metros cúbicos.

Barragem Passagem das Traíras

Já os cerca de R$ 7,8 milhões para a Passagem das Traíras correspondem à ordem de serviço assinada pelo ministro Rogério Marinho em dezembro, para o início da segunda etapa das obras de recuperação da barragem. O investimento federal previsto é de R$ 11 milhões. Antes disso, o Governo Federal já havia investido R$ 552 mil para a recuperação emergencial do talude e a garantia da segurança estrutural.

A Barragem Passagem das Traíras é uma das mais importantes do Rio Grande do Norte e tem capacidade para armazenar até 50 milhões de metros cúbicos de água. Ela integra o conjunto de barragens da Bacia do Rio Piranhas-Açu e está em operação desde 1995. A previsão é que, com a conclusão das obras, seja garantida a segurança hídrica de 50 mil pessoas.

Com informações dos ministérios da Infraestrutura e do Desenvolvimento Regional

Leia mais

Leia também