Governo do Espírito Santo autoriza abertura de shoppings aos sábados em cidades com risco alto de Covid-19

Em uma nova portaria, publicada nesta terça-feira (15) no Diário Oficial, o governo do Espírito Santo ajustou o esquema de funcionamento dos shoppings centers e centros comerciais em cidades com risco alto para a Covid-19.

Com isso, o atendimento presencial nesses locais, que até então só podia acontecer de segunda a sexta-feira, também poderá ocorrer aos sábados até, no máximo, 16 horas.

De acordo com a nova publicação, que é assinada pelo secretário estadual de Saúde, Nésio Fernandes, durante a semana, o horário de abertura das lojas permanece limitado até as 20 horas.

Já no domingo, a entrada de clientes segue proibida. As mesmas regras se aplicam aos restaurantes que funcionam dentro desses estabelecimentos.

De acordo com o último mapa de risco divulgado pelo governo estadual, seis cidades capixabas estão em risco alto para a contaminação pelo coronavírus: Ecoporanga, Mantenópolis, Marilândia, Ibiraçu, Domingos Martins e Anchieta.

Outras 48 cidades, incluindo as da Grande Vitória, continuam com risco moderado para a transmissão da doença e, por isso, possuem normas de funcionamento mais flexíveis até o momento.

No entanto, o governador Renato Casagrande, em entrevista à rádio CBN Vitória, indicou que há uma tendência de que os municípios da Grande Vitória voltem a ser classificados com risco alto em função do aumento do número de casos da Covid-19 e de mortes.

Funcionamento de estabelecimentos comerciais, galerias, centros comerciais e shopping centers

  • De segunda à sexta-feira – até as 20 horas
  • Aos sábados – até as 16 horas
  • Domingos – Não abrem

Funcionamento de restaurantes (inclusive os de shopping center), lojas de conveniência e distribuidoras de bebidas alcoólicas

  • De segunda à sexta-feira – até as 20 horas
  • Aos sábados – até as 16 horas
  • Domingos – Não abrem
  • É proibido o consumo presencial de bebidas alcoólicas em distribuidoras de bebidas e lojas de conveniência.

Funcionamento de bares

  • Não abrem

Funcionamento das academias

  • Liberação apenas das atividades não aeróbicas

Leia mais

Leia também