Governo do Espírito Santo anuncia pagamento do bônus de até um salário e meio para professores

O governador Renato Casagrande e o secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo, anunciaram, nesta quinta-feira (27), a concessão da Bonificação por Desempenho para 16.100 profissionais ativos da Educação, referente ao exercício de 2019.

Cada servidor receberá, em média, até um salário e meio como adicional ao seu salário. A previsão é que o bônus seja pago na folha de outubro.

A portaria que estabelece o valor do Indicador de Desenvolvimento das Escolas Estaduais do Espírito Santo (IDE) e do Índice de Merecimento da Unidade (IMU) será publicada no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira (28).

“É um direito e um reconhecimento do trabalho dos professores e servidores. O pagamento costuma ser no mês de julho, mas por conta da pandemia tivemos que adiar até outubro. Esse ano serão R$ 35 milhões para o pagamento do benefício”, pontuou Casagrande.

Bônus

O Bônus Desempenho é regulamentado pela Lei Complementar nº 504 e pelo Decreto nº 2761-R, alterado pelo Decreto 3949-R e Lei Complementar 887, que concede aos profissionais ativos no âmbito da Secretaria da Educação (Sedu), a Bonificação por Desempenho, sendo que o período de avaliação é de acordo com o calendário escolar.

A bonificação, concedida anualmente aos profissionais que atuam em escolas e outras unidades da Sedu, é calculada com base em indicadores coletivos e individuais.

O profissional da Sedu pode receber até um salário e meio a mais por ano, conforme os resultados apurados pela unidade na qual exerce suas funções, mais o seu desempenho individual.

Ainda não há a quantidade de servidores beneficiados, pois os cálculos dos índices ainda estão sendo levantados.

Governador anunciou bônus a professores — Foto: Hélio Filho/ Secom

Leia mais

Leia também