Governo do Espírito Santo anuncia entrega de cestas básicas a alunos da rede estadual por mais um mês

Segundo o governo, serão investidos R$ 9,3 milhões na aquisição de alimentos.

Fornecimento de cestas básicas iniciado em abril em decorrência da suspensão das aulas presenciais — Foto: Divulgação/Governo ES

Fornecimento de cestas básicas iniciado em abril em decorrência da suspensão das aulas presenciais — Foto: Divulgação/Governo ES

O Governo do Espírito Santo anunciou a entrega de mais de 115 mil cestas básicas por mais um mês aos alunos da rede estadual cujas famílias estão inseridas no cadastro único para programas sociais do Governo Federal.

Segundo o governo, serão investidos R$ 9,3 milhões na aquisição de alimentos.

Terão direito ao benefício 115.240 alunos da rede estadual pertencentes a famílias registradas no CadÚnico, listagem utilizada pela assistência social que identifica as famílias em condição de pobreza ou extrema pobreza.

Ainda de acordo com o governo, a medida é complementar ao fornecimento de cestas básicas iniciado em abril, em decorrência da suspensão das aulas presenciais em toda a rede por conta da pandemia do novo coronavírus.

O governo disse que, com o retorno das aulas presenciais em outubro, a Secretaria da Educação (Sedu) não pôde mais, por imposição legal, fazer a aquisição desses alimentos. O fim da distribuição das cestas afetou famílias de alunos e algumas chegaram a mostrar dispensas vazias em reportagem do início do mês.

“No entanto, diante do contexto de insegurança alimentar ampliado pela pandemia, a medida visa garantir o direito à alimentação regular dos alunos mais vulneráveis”, divulgou o governo.

Os recursos são oriundos do Tesouro Estadual, por meio da Secretaria de Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades), e serão repassados à Sedu. Nos próximos dias, os gestores das unidades entrarão em contato com as famílias para o agendamento da retirada dos alimentos.

“Em muitos casos, a alimentação mais equilibrada para as crianças é a servida na escola. Durante o período de fechamento das escolas, nós fizemos um trabalho para garantir a segurança alimentar desses alunos e também no caso das suas famílias. Iremos avaliar no próximo mês, a situação da pandemia e das pessoas, além de com qual formato teremos a volta às aulas. Mas uma ação como essa de hoje é importante para minorar o sofrimento das pessoas”, disse o governador Renato Casagrande (PSB) durante o anúncio.

Leia mais

Leia também