Governo do ES avalia suspensão de ônibus por mais uma semana

O governo do Estado pode manter a paralisação dos ônibus por pelo menos mais uma semana. O transporte público continuaria suspenso apenas até o próximo domingo (11) nas cidades classificadas como risco extremo – que inclui a Região Metropolitana da Grande Vitória – , mas fontes ligadas ao Palácio Anchieta sinalizam que as restrições devem continuar.

Em coletiva realizada na manhã desta sexta-feira (9), o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, afirmou que a decisão sobre a circulação dos coletivos deve ser tomada ainda nesta sexta, na reunião da Sala de Situação de Emergência.

“O cruzamento dos pacientes do transporte coletivo está em condições de funcionamento, mas há uma interrupção. Ao longo da pandemia, temos estabelecido contato direto com diversos secretários do país. Essa decisão deve ser tomada hoje (sexta-feira), na reunião da sala de situação”, explicou.

O motivo da paralisação é o crescente número de internações e mortes por covid-19, cenário este que não deve mudar durante todo o mês de abril, conforme já adiantou a própria Secretaria de Estado da Saúde.

Informações não oficiais dão conta de que, por enquanto, a decisão é de retomar com frota reduzida na próxima segunda-feira (12), e no dia seguinte colocar 100% dos ônibus de volta às ruas. “Por enquanto está dessa forma. Mas o governador dialoga com várias lideranças até o último minuto e avisa à Ceturb em cima da hora.”

Durante todo o mês de abril, a maior parte dos municípios do Espírito Santo deve permanecer em risco extremo ou alto na classificação de perigo do governo. A informação foi dada nesta quinta-feira (08), pelo subsecretário de Estado de Vigilância em Saúde, Luiz Carlos Reblin.

“Acumulamos um número de pessoas contaminadas muito grande e, antes dos sintomas graves aparecerem, leva alguns dias. Será um mês de muitas internações e alto índice de mortes”, disse Luiz Carlos Reblin.

Suspensão

O primeiro anúncio da suspensão dos coletivos foi no dia 25 de março, quando Casagrande divulgou medidas mais extremas para reduzir a transmissão da covid-19 no Espírito Santo. A princípio, a suspensão iria valer entre os dias 28 de março e 4 de abril.

Já no dia 2 de abril, ao anunciar o 49º Mapa de Risco, Casagrande informou que o transporte público continuaria suspenso até o dia 11 deste mês nas cidades classificadas no risco extremo.

Segundo o mapa divulgado na ocasião, 37 municípios do Estado estão em risco extremo (inclusive municípios da Grande Vitória), 39 no risco alto, 2 no risco moderado e nenhum no risco baixo.

Informações: Folha Vitória

Leia mais

Leia também