Governo destina mais de R$ 1 bilhão para pagamento de UTI Covid-19

O Ministério da Saúde liberou, nessa terça-feira (25), o repasse de mais de R$ 1 bilhão para os Fundos de Saúde de estados e municípios. O dinheiro é destinado ao pagamento de 21.998 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) autorizados e vigentes em todo o país, destinados a atender, exclusivamente, pacientes acometidos pela Covid-19.

A portaria assinada pelo ministro Marcelo Queiroga e publicada no Diário Oficial da União (DOU) destina o montante para o custeio de UTIs Covid-19 adulto e pediátrico.

Como o dinheiro é transferido para os fundos dos estados, Distrito Federal e municípios, é necessário que os gestores locais procedam com o pagamento dos leitos, que podem ser próprios ou de instituições contratadas, como hospitais filantrópicos e Santas Casas, por exemplo.

A pasta tem transferido cerca de R$ 1 bilhão por mês para tratamento de pacientes com a Covid-19 internados em UTIs. A verba faz parte do Bloco de Manutenção das Ações e Serviços Públicos de Saúde referentes ao Grupo Coronavírus. Apenas em 2021, o Governo Federal já liberou R$ 3,4 bilhões.

Butantan recebe matéria-prima

Cerca de 3 mil litros de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) para a fabricação da Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, chegaram ao Brasil na tarde dessa terça-feira (25). A matéria-prima, importada da China, será suficiente para produzir cerca de 5 milhões de doses do imunizante, que devem ser entregues ao Ministério da Saúde em junho.

Assim que as vacinas são disponibilizadas pelos laboratórios, o Ministério da Saúde coordena a distribuição para todos os estados e Distrito Federal, ampliando cada vez mais a campanha nacional de vacinação. Até o momento, o Governo Federal já distribuiu mais de 47 milhões de doses da Coronavac – o contrato junto ao Butantan prevê um total de 100 milhões de doses até setembro.

Fiocruz

Nessa terça-feira, a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) iniciou a produção de 12 milhões de doses da vacina AstraZeneca/Oxford após a chegada de mais uma remessa de IFA do imunizante no último sábado (22).

Com isso, a fabricação da vacina está garantida até a terceira semana de junho, com entregas ao Ministério da Saúde programadas para até 3 de julho. Até agora, a pasta já distribuiu aos estados mais de 41 milhões de doses da AstraZeneca.

Recorde de distribuição de vacinas

Mais de 33 milhões de doses da vacina covid-19 foram distribuídas pelo Ministério da Saúde em maio. O número representa um recorde mensal no envio de vacinas para todos os estados e Distrito Federal desde janeiro.

O recorde será alcançado nesta semana, com a distribuição de mais 6,7 milhões de doses distribuídas pela pasta para todo o Brasil. “Isso é um marco no avanço do ritmo na campanha de vacinação do país. Estamos comprometidos para vacinar toda a população até o fim do ano”, afirmou o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

O novo lote contém 6,1 milhões de doses da AstraZeneca/Oxford, produzida no Brasil pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e outras 609 mil doses da Pfizer/BioNTech.

Governo destina mais de R$ 1 bilhão para pagamento de UTI Covid-19

O dinheiro é destinado ao pagamento de 21.998 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Foto: Agência Brasil


Leia mais

Leia também