Governo comprará EPI’s para policiais e agentes penitenciários

Governo comprará EPI's para segurança de policiais e agentes penitenciários

A medida visa garantir a segurança das operações do sistema prisional e da segurança pública durante o período de pandemia do novo coronavírus
– Foto:
Marcello Casal Jr./Agência Brasil

 O Ministério da Economia vai adquirir R$ 69,1 milhões em compras de equipamentos de segurança individual (EPIs). Os equipamentos serão destinados aos órgãos de segurança pública da União, estados, Distrito Federal e municípios. 

A medida visa garantir a segurança das operações do sistema prisional e da segurança pública durante o período de pandemia do novo coronavírus. Serão adquiridos itens como luvas, álcool em gel, óculos de proteção, sapatilhas descartáveis e máscaras.

Segundo o secretário de Gestão, Cristiano Heckert, o Ministério da Justiça e Segurança Pública realizou levantamento considerando as necessidades para os agentes operacionais com atuação em campo. “Será um grande volume de materiais, que visa atender Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Departamento Penitenciário Nacional, polícias militares, civis, bombeiros, agentes prisionais e guardas municipais”, destaca.

Tomando por base a composição dos órgãos responsáveis pela prestação do serviço de segurança pública, serão atendidos 850 mil agentes de segurança, 110 mil agentes penitenciários e 700 mil encarcerados.

O Ministério da Justiça e Segurança Pública será responsável por articular junto aos estados, Distrito Federal e municípios o recebimento do material. A aquisição visa atender o correspondente a 45 dias de operação. A medida é resultado de um conjunto de adaptações aos procedimentos de contratações públicas para torná-las mais ágeis.

O Governo Federal já investiu mais de R$ 1,77 bilhão em compras públicas no combate à Covid-19 desde o dia 6 de fevereiro. A possibilidade de compra destes insumos, via dispensa de licitação, foi estabelecida pela Lei nº 13.979/2020. Mais de 3.117 dispensas foram realizadas até o momento desde a publicação da lei.

Clique aqui para acessar o chamamento público 

Desinfecção

Nesta terça-feira (12), o Ministério da Defesa realizou a desinfecção de dois complexos penitenciários do Distrito Federal e do Rio de Janeiro.

A descontaminação da Penitenciária do Distrito Federal I (Complexo Penitenciário da Papuda) foi feita por 70 militares do Grupamento de Fuzileiros Navais de Brasília (GptFNB) e do Exército Brasileiro.

Ação semelhante foi realizada pelo Comando Conjunto Leste, em parceria com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária do Rio de Janeiro (SEAP). A desinfecção ocorreu no Complexo Penitenciário de Gericinó e também foi oferecida capacitação técnica a 40 policiais penais.

 

 

 

 

 

Leia mais

Poder Executivo propõe crédito extra superior a R$ 29 milhões para Judiciário e MP

Uma proposta do governo federal prevê crédito adicional de cerca de R$ 29,5 milhões para a Justiça Federal, Eleitoral e do Trabalho, além do...

LGPD pode entrar em vigor ainda em agosto e provocar mudanças no setor empresarial maranhense

Mesmo tendo que se preocupar com o fluxo de caixa por conta redução da atividade econômica, o setor empresarial do Maranhão corre para se...

PM encontra drogas em terreno baldio em Água Doce do Norte

Após denúncias via 190, os policiais militares do 11º BPM localizaram pedras de crack e uma bucha de maconha que encontrava-se enterradas em um...

Leia também

Ministério do Desenvolvimento Regional abre consulta para elaboração Carta Brasileira sobre Cidades Inteligentes

Até 7 de novembro, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) abre uma consulta pública para a elaboração dos objetivos estratégicos e das recomendações que...

LRF proíbe gestor de assumir despesas sem caixa suficiente

Diante da crise causada pela pandemia da Covid-19, o Congresso Nacional se viu obrigado a criar um socorro a estados e municípios para minimizar...

Usuários frequentes do SUS avaliam melhor os serviços de Atenção Primária à Saúde

Quem utiliza o Sistema Único de Saúde (SUS) com maior frequência avalia mais positivamente a qualidade dos serviços prestados na área de Atenção Primária...

Demora para escolher presidente da CMO atrasa votação de R$ 27,2 bilhões em créditos adicionais

A demora na Câmara dos Deputados para escolher o novo presidente da Comissão Mista de Orçamento (CMO) pode causar um certo impacto na economia...