Governo argentino planeja usar vacina cubana


A assessora presidencial argentina, Cecilia Nicolini, garantiu nesta sexta-feira (2) à mídia local a disposição do governo de seu país de estabelecer futuras alianças para adquirir vacinas cubanas contra a covid.

 “O presidente, desde o início, nos pediu uma estratégia multivacinas, por isso iniciamos conversas com muitos fornecedores, como Cuba, agora. Nos campos médico, científico e tecnológico, eles estão avançados. Carla Vizzotti está em diálogo com as autoridades cubanas ”, disse Nicolini.

A respeito de Cuba, o governo argentino considera que a vacina candidata Soberana 02 tem “muitos avanços muito esperançosos” do ponto de vista médico e celebrou a disposição do país caribenho tanto de imunizar toda a sua população como de exportar a vacina. 

O Governo argentino publicou em 29 de março uma nota sobre a reunião da Ministra da Saúde Carla Vizzotti com o cônsul cubano Pedro Pablo Prada Quintero, que “informou ao Ministro da Saúde sobre o desenvolvimento das cinco vacinas candidatas contra covid que o país caribenho está desenvolvendo e falaram sobre a possibilidade de fazer alianças para a produção desses insumos e transferência de tecnologia. ”

Nesse sentido, acrescenta a nota oficial, Vizzotti prometeu organizar uma reunião com a Comissão Nacional de Imunizações para verificar as possibilidades de adquirir as duas vacinas candidatas cubanas mais avançadas, Soberana 2 e Abdala.

Cuba realiza atualmente a segunda etapa da fase III dos ensaios clínicos para a vacina candidata Soberana 02 e a primeira etapa da mesma fase para a candidata Abdala, informa a Telesul.

(Foto: Mídia cubana)

Leia mais

Leia também