Governo anuncia plano de Retomada do Turismo

Governo anuncia plano de Retomada do Turismo

Ministro do Turismo, Marcelo Álvaro, ressaltou que o país é o número 1 em recursos naturais do planeta e é o oitavo em recursos culturais do mundo Foto: Isac Nóbrega/PR

Retomar o turismo brasileiro com segurança e responsabilidade e recuperar o setor do impacto socioeconômico causado pela Covid-19, com a paralisação das atividades. Esse é o objetivo da Retomada do Turismo, uma iniciativa lançada nesta terça-feira (10) pelo Ministério do Turismo, que traz projetos e ações que buscam resultados efetivos e concretos para a área até 31 de julho de 2021. As medidas reúnem esforços da iniciativa pública e privada, do terceiro setor e também do Sistema S, que inclui o Sesc, o Senai, o Sesi e o Sebrae.

“O que acontece aqui hoje é uma grande coalisão, uma grande aliança em favor da retomada do turismo brasileiro”, afirma o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, em evento promovido no Palácio do Planalto, que contou com a presença do Presidente da República, Jair Bolsonaro.

O programa para a Retomada do Turismo está organizado em quatro eixos: preservação de empresas e empregos no setor de turismo; melhoria da estrutura e da qualificação de destinos; implantação de protocolos de biossegurança; e promoção e incentivo às viagens.

“O que acontece aqui hoje é uma grande coalisão, uma grande aliança em favor da retomada do turismo brasileiro”, afirma o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio

As ações vão desde o reforço na concessão de linhas de crédito para capitalizar empresas do setor e preservar empregos até obras de melhoria da infraestrutura dos destinos turísticos. Também estão previstos o incentivo ao turismo natural e cursos sobre protocolos sanitários e melhoria da qualificação profissional.

O ministro lembrou que o turismo é um setor bastante representativo no Brasil, já que emprega 7 milhões de pessoas e responde por 8,1% do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todas as riquezas produzidas no país.

“Nós impactamos diretamente 53 segmentos da cadeia produtiva, então, realmente é um setor que tem contribuição muito importante na agenda econômica do Brasil”, destaca o ministro.

O ministro ressaltou ainda que o turismo brasileiro tem um potencial importante, pois é o número 1 em recursos naturais do planeta e é o oitavo em recursos culturais do mundo.

Nova Campanha

Para promover a Retomada do Turismo, também foi lançada a campanha “Viaje com responsabilidade e redescubra o Brasil”. É uma série de vídeos voltada à promoção dos destinos turísticos brasileiros que será veiculada em todo o país.

Turismo em 2019

Em 2019, o setor obteve recordes e conquistas importantes, de acordo com o Ministério do Turismo. Registrou um crescimento de 2,6%, mais que o dobro do crescimento do PIB no período, e uma alta de 163,6% na criação de novos postos de trabalho em relação a 2018. “2019 foi um ano muito promissor. Nós esperávamos muito mais em 2020, quando aconteceu a crise da Covid-19”, explica Marcelo Álvaro.

Medidas para reduzir os impactos econômicos no turismo

Para reduzir os impactos econômicos por conta da Covid-19 no setor do turismo, o Governo Federal tomou uma série de medidas. Além de focar na manutenção dos postos de trabalho, por meio do pagamento do Auxílio Emergencial, da flexibilização da jornada de trabalho e da suspensão temporária do contrato de trabalho, editou Medida Provisória para garantir os direitos do consumidor para remarcação de serviços turísticos e eventos e, ao mesmo tempo, evitar a falência dos prestadores de serviços.

O Governo Federal também destinou R$ 5 bilhões para crédito de empreendimentos cadastrados no Cadastur, relação dos prestadores de serviços turísticos, para possibilitar a sobrevivência das empresas.

“A agenda do Ministério do Turismo, a nossa agenda, passou a ser quase que exclusivamente econômica. O entendimento era de que precisávamos socorrer de forma imediata o setor; e o Governo Federal não se furtou dessa missão”, acrescenta o ministro.

Selo Turismo Responsável

O Ministério do Turismo também lançou o Selo Turismo Responsável. O Brasil foi um dos 10 primeiros países no mundo a ter protocolos oficiais de biossegurança para o setor. Por fim, o ministro deixou uma mensagem ao turista brasileiro: “A você, turista, nós podemos afirmar que o turismo brasileiro está preparado para recebê-lo. Procure os estabelecimentos que tenham o Selo do Turismo Responsável. São mais de 23 mil estabelecimentos em todo o Brasil, obedecendo todos os protocolos de biossegurança”.

Para donos de estabelecimentos, o selo é uma identificação para o consumidor que o local está cumprindo todos os protocolos dando mais confiança e segurança ao turista. Foi o que contou André Teston, diretor da Associação de Pousadas e Hotéis de Maresias (SP). “Nós aqui da associação temos em torno de 50 associados. Todos eles já aderiram ao Selo Turismo Responsável, programa lançado pelo Governo Federal onde adotamos práticas e boas regras de higiene, sanitização, de combate à Covid-19.”

Confira quem já aderiu ao Selo do Turismo Responsável.

Leia mais

Pesquisa Ibope em Linhares, votos válidos: Guerino Zanon, 64%; Lucas Scaramussa, 16%

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (12) aponta os seguintes percentuais de intenção de votos válidos para a Prefeitura de Linhares nas Eleições 2020: Guerino...

Rio Grande do Sul: Secretaria de Saúde produz cartilha com protocolos sanitários para processo eleitoral

A Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul elaborou uma cartilha com orientações para o controle e prevenção da Covid-19 durante a campanha...

Acidente com carreta interdita trecho da BR-259 em Colatina

Um acidente interditou o km 44 da BR-259, na altura de Colatina, no Noroeste do Espírito Santo, na madrugada desta terça-feira (8). Segundo a Polícia...

Leia também